O Ensino da Ginástica Olímpica no Aparelho Solo, Para Crianças de 7 e 8 Anos

Por: Ivana Montandon Soares Aleixo.

169 páginas. 1998

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo desenvolver uma metodologia de ensino para a Ginástica Olímpica, no aparelho solo, para crianças de 7 a 8 anos, tendo em vista a escassez de trabalhos metodológicos específicos para o ensino dessa modalidade esportiva. A relevância deste estudo está no fato de que, nessa faixa etária, a criança começa a se organizar em suas adaptações motoras, apresentando certas qualidades cognitivas, estando em um momento ótimo para a aprendizagem motora. As experiências que ela vivencia na infância determinarão o tipo de adulto que se tornará. O ensino cotidiano da Ginástica Olímpica, nessa faixa etária demonstra, com o passar do tempo e com a prática grandes diferenças na aquisição de habilidades motoras. Desta forma, foi realizado, inicialmente, um estudo bibliográfico a fim de dar o suporte teórico para as discussões necessárias. Em seguida, como instrumento, foi aplicado um questionário investigativo para os técnicos de Ginástica Olímpica, participantes do Campeonato Infantil-Juvenil, relizado na cidade de Belo Horizonte em 1997. Este questionário objetivou a identificação das estruturas dos elementos básicos acrobáticos e ináticos, o tipo de método utilizado na fase de aprendizagem e a sua forma de retorno, o que foi assimilado através do "feedback", os dados pessoais e a formação educacional dos técnicos, bem como a experiência destes, enquanto técnicos de Ginástica Olímpica. A apresentação dos dados se deu através de gráficos e tabelas, demonstrando as variáveis apresentadas no questionário investigativo, as medianas (dados contínuos) e o intervalo de confiança de Wilcoxon, o que permitiu uma analise mais precisa da distribuição dessas variaveis considerando, também, a média central dos dados apresentados. Os resultados obtidos indicaram que, a maioria dos técnicos questionados tem formação superior, atuam há mais de dez anos no ensino da Ginástica Olímpica atribuem prioridades aos elementos acrobáticos e ginásticos apresentados no questionário, classificam os métodos analítico e global como formas metodológicas mais utilizadas para o ensino dos elementos básicos da Ginástica Olímpica e ainda indicam os tipos de feedback mais aplicados ao ensino desta modalidade desportiva. Em função dos resultados obtidos, a proposta metodológica de ensino da Ginástica Olímpica, no aparelho solo, para crianças de 7 e 8 anos, possibilitou o conhecimento básico desta modalidade esportiva, assim como da melhoria do seu ensino, através da apresentação de níveis técnicos de aprendizagem, coordenando as fases dos movimentos, para a aquisição de novas habilidades motoras. Neste contexto, foram abordados os seguintes aspectos: níveis técnicos de progressão, os tipos de retorno na aprenizagem,a s ações do técnico, a preparação física para a aula, os tipos de equipamentos adequados,a segurança necessária para a realização desta atividade e as dicas de programas na fase básica de aprendizagem, apontando um caminho na contribuição para um ensino de qualidade da ginástica Olpimpica, quando da iniciação deste esporte, para crianças.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=451&listaDetalhes%5B%5D=451&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.