O Esporte na Cidade: Aspectos do Esforço Civilizador Brasileiro

Por: .

2000 10/03/2000

Send to Kindle


Resumo

o que significou a "introdução" da prática dos esportes para as pessoas que viviam nas cidades brasileiras do final do século XIX e início do século XX e, em particular, em cidades como o Rio de Janeiro? Eis a questão que abre este estudo e norteia as reflexões feitas ao longo dos quatro capítulos de que é composto. A idéia é pensar o esporte como um dos elementos fundantes de inúmeras configurações que tomam possível perceber, revelar e também detectar a soma de esforços de controles numa sociedade que se diversifica à medida que cresce a rede de interdependência. Nesse propósito, elegemos a cidade do Rio de Janeiro, sede da corte ao longo do período Imperial e, posteriormente, capital da República que se instalava. Local de grande concentração populacional e reelaboração dos costumes e palco das primeiras ações voltadas para o esporte, onde destacamos o turfe, o remo e o futeboL Procuramos mostrar que, ao lado de uma certa diversidade proporcionada por grandes mudanças na estrutura político, social e cultural do País, com o fim do trabalho escravo, a imigração européia, a introdução da moda e o gosto pela vida na cidade, definese o sentido de um crescente processo de individualização que se manifesta também em ações que marcam uma forma distinta de relacionamento e comportamento. Para tanto, apoiamo-nos em conceitos propostos por Norbert Elias, na teoria do processo civilizador e na análise de Gilberto Freyre sobre a sociedade brasileira do segundo quartel do século XIX, às primeiras décadas do século XX.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000197442&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.