O Estádio Contemporâneo: Arquitetura Regeneradora de Seu Tecido Urbano

Por: Gustavo Garcia do Amaral.

2013

Send to Kindle


Resumo


Estádios
Mega eventos
Projeto de arquitetura
Regeneração urbana
Resumo em português
A partir da segunda metade do século XX, o futebol consolidou-se como um importante ramo da indústria do entretenimento no Brasil e assim sendo, deflagrou a necessidade de se projetar novos estádios, mais eficientes especialmente no que tange os processos de requalificação do seu entorno construído. O crescimento desordenado das cidades brasileiras a partir das décadas de 1960 e 1970, conjugado ao desenvolvimento da indústria do futebol expuseram a incapacidade dos grandes estádios brasileiros, construídos na sua maioria em concreto armado durante o regime militar, de se tornarem peças centrais em processos de regeneração urbana e nem mesmo de acomodar com qualidade seus espectadores. Portanto, o presente trabalho visa reavaliar o arquétipo do estádio de futebol contemporâneo verificando a presença de estratégias projetuais que permitam a estes edifícios tornarem-se qualificadores do espaço construído, especialmente neste momento em que o país será sede de mega eventos esportivos, como a Copa do Mundo e os jogos olímpicos. Além disto, a organização destas competições, juntamente com a consolidação da industria esportiva nacional, deve ser compreendida como uma possibilidade de desenvolvimento de sistemas de infraestrutura urbana e políticas sociais que contribuam para a regeneração de áreas urbanas subutilizadas. Sendo assim, o presente resumo sintetiza os resultados obtidos com a dissertação de mestrado intitulada: O estádio contemporâneo: uma arquitetura regeneradora do seu tecido urbano. Inicialmente, o trabalho foi desenvolvido a partir de pesquisa bibliográfica em periódicos internacionais, como: European Urban Studies, Urban Environment, Built Environment, Town Planning Review, Annals of Regional Science, Economic Development Quarterly, Urban Studies, Tourism Management, Journal of Sport Management, Leisure Studies, World Leisure and Recreation Studies, Journal of Urban Affairs, Sb Magazine. Posteriormente, a metodologia aplicada a pesquisa utilizou-se da análise de estudos de caso, que apontaram os aspectos arquitetônicos que contribuíram para que os edifícios analisados tornassem-se regeneradores, e não desagregadores de seu contexto urbano. Portanto, o estudo concentrou-se na análise dos estádios de futebol contemporâneos, construídos como sedes de competições internacionais, a partir da compreensão das estratégias projetuais presentes nestes edifícios propostos como requalificadores de seu contexto urbano. Os resultados obtidos pelo estudo indicaram que as tendências arquitetônicas apresentadas pelos estádios contemporâneos são consequências de transformações morfológicas ocorridas durante o século XX que incorporaram ao edifício novas tecnologias e sistemas construtivos que reafirmam a sua função enquanto regeneradores de tecidos degradados. A necessária ligação ente o estádio e o seu contexto urbano demanda que estes sejam concebidos conjugadamente com sistemas de infraestrutura, possibilitado ao edifício estar inserido na malha consolidada de grandes cidades, uma condição fundamental para que estes equipamentos consolidem-se enquanto pontos focais de sua estrutura espacial. Desta forma, o estudo dos estádios contemporâneos, sedes de grandes eventos esportivos, possibilitou identificar as diretrizes de projeto e planejamento que possibilitam repensar esta tipologia arquitetônica, propondo uma integração coerente com a malha consolidada de sua cidade, permitindo assim que o mesmo seja parte integrante de processos de regeneração urbana
 

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16138/tde-12082013-105626/pt-br.php

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.