O Estado da Arte da Sociologia do Esporte no Brasil: Um Mapeamento da Produção Bibliográfica de 1997 a 2007

Por: .

269 páginas. 2009 20/03/2009

Send to Kindle


Resumo

O estudo do esporte na área de Ciências Sociais é recente devido a pouca importância dada a esse fenômeno em detrimento de outras temáticas como Política, Economia e Religião. Todavia, compreendemos que realizar estudos sobre o fenômeno esporte se faz necessário devido à importância do objeto, como apontam diversos autores. Nos primeiros contatos com as publicações de cunho sociológico que abordavam a referida temática, percebemos que as pesquisas da Sociologia do Esporte ainda não foram mapeadas devidamente. Deste modo colocamos como questão central: o que está sendo produzido sobre o esporte, utilizando a abordagem sociológica? Para responder a este questionamento realizamos o mapeamento de dois periódicos, sendo um da Sociologia - a Revista Brasileira de Ciências Sociais - e outro da Educação Física - a Revista Brasileira de Ciências do Esporte - coletando dados acerca das publicações tais como: autores, linhas teóricas, objetos de estudo e perfil das produções. O recorte temporal proposto para esse mapeamento inicia-se em 1997 e tem término no ano de 2007, já que se trata de uma produção científica recente. Para cumprir tal intento utilizamos a análise de conteúdo, que auxiliou na organização e na forma de leitura. Este processo também permitiu a formação de categorias de análise. Como resultados, apontamos que nenhum trabalho foi publicado na revista da Sociologia no período estudado. Isto pode ser fruto de disputas e tensões próprias do campo acadêmico acerca de questões como legitimidade da pesquisa, prestígio, etc. e da superficialidade dos trabalhos submetidos para publicação, que não atende aos critérios de seleção do periódico. Na Revista Brasileira de Ciências do Esporte a Sociologia do Esporte encontra espaço, fato confirmado através do número de artigos publicados. Entretanto, percebemos que uma grande parcela dos números deste periódico não possuía as produções que procurávamos o que pode ser sintomático de um campo ainda em consolidação e sem um espaço fixo nesta publicação. Com base nestes e outros indícios apresentamos algumas considerações finais: encontramos artigos com abordagens teórica, descritiva, de intervenção e de análise, sendo esta última predominante. Sobre a aplicação das bases teóricas podemos classificar os artigos e suas respectivas relações em descritivas, aprofundadas e superficiais, com maior número de artigos utilizando esta última. Deste modo apontamos que estes trabalhos, que refletem a tendência geral das produções, se propõem a realizar uma análise do objeto de estudo, mas parece não existir uma apropriação suficiente das teorias sociológicas para realizá-la com profundidade. Isto contribui para a concepção da Sociologia do Esporte como um campo acadêmico que busca sua consolidação e autonomia perante a Sociologia e a Educação Física. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.