O Exercício Físico Modera a Relação do Genótipo da Apolipoproteína e (apoe) e do Risco de Demência: Um Estudo de Base Populacional

Por: Ana Kovacevic, Barbara Fenesi, Hanna Fang, Jennifer J. Heisz e Parminder Raina.

Journal of Alzheimer´s Disease - v.56 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo

A genética e o estilo de vida determinam, independentemente, o risco de demência, mas a interação não é clara. Nós avaliamos a relação interativa do genótipo apolipoproteína E (APOE) e do exercício físico sobre o risco de demência durante um período acima de 5 anos em 1.646 idosos do Canadian Study of Health and Aging que estavam livres de demência no início do estudo. O exercício físico moderou a relação entre genótipo e demência (p <0,01). Especificamente, para os não portadores de APOE 4, as probabilidades de desenvolvimento de demência eram mais elevadas em não praticantes do que praticantes de exercícios (OR = 1,98, IC 95% = 1,44, 2,71, <0,001), enquanto que para os portadores de APOE 4 as probabilidades de desenvolvimento de demência não foram significativamente diferentes entre não-praticantes e praticantes de exercícios (OR = 0,71, IC 95% = 0,46, 1,31, p = 0,34). Dado que a maioria dos indivíduos não estão em risco genético, o exercício físico pode ser uma estratégia eficaz para prevenir a demência. (Trad. Carlos Alex Martins Soares)

Endereço: http://content.iospress.com/articles/journal-of-alzheimers-disease/jad160424

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.