O Fordismo Acadêmico na Educação Física

Por: Alexandre Luzzi, Benedito Pereira e Eduardo Rumenig de Souza.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.32 - n.4 - 2010

Send to Kindle


Resumo

Apesar da consolidação dos programas de pós-graduação stricto sensu em Educação Física (PPG-EF), críticas têm sido evidenciadas. Dentre as principais destacam-se a formação técnica e a especialização nos períodos iniciais de formação científica, a distância entre conhecimento produzido e sociedade e a valorização quantitativa da produção bibliográfica, orientando os objetivos da pesquisa para a publicação. Denominamos esse  modo de produção científica defordismo acadêmico. Assim, o objetivo do ensaio é discutir a orientação política dos PPG-EF e problematizar suas implicações para produção do conhecimento e a formação acadêmica. A ênfase na produção bibliográfica e a desvalorização da EF enquanto área de intervenção pode comprometer a formação crítica e resultar em descaracterização da área.

Endereço: http://www.rbceonline.org.br/revista/index.php/RBCE/article/view/607

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.