O Futebol Como Alegoria Antropofágica: Modernismo, Música Popular e a Descoberta da Brasilidade Esportiva

Por: Bernardo Borges Buarque de Hollanda.

Artelogie. Recherches Sur Les Arts, Le Patrimoine Et Litterature de L´amerique Latine - v.1 - n.1 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O ensaio traça um painel do discurso modernista acerca do futebol brasileiro nos anos de 1920, 1930 e 1940. Ainda que de forma incidental, é possível coligir referências sobre o fenômeno futebolístico no Brasil entre os autores do modernismo de São Paulo e do regionalismo nordestino. Com base em poemas, crônicas e ensaios, procura-se mostrar como, a partir de 1940, o discurso modernista entronizou o futebol em seu projeto de construção de uma cultura e de uma identidade brasileira. Para isto, busca-se evidenciar de que maneira o discurso da brasilidade modernista , já presente na música popular e no folclore ao longo da década de 1920, outorgou ao futebol a sua legitimidade no âmbito cultural e artístico nos anos de 1940.
 

Endereço: http://cral.in2p3.fr/artelogie/spip.php?article65

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.