O Futebol Como Instrumento Sociopolítico: Uma Faca de Dois Gumes

Por: Joan úbeda, Miguel Villamón e Pere Molina.

Recorde: Revista de História do Esporte - v.7 - n.1 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O futebol não é uma prática esportiva isolada do contexto social e político onde se desenvolve. Com frequência, tem sido submetido a um uso político por parte do poder estabelecido, reproduzindo, assim, os valores sociais dominantes. Não obstante, também encontramos a vertente contrária: casos em que o futebol se converteu em ferramenta de luta contra o poder hegemônico. O presente trabalho analisa alguns dos casos mais relevantes de utilização política do futebol por parte de regimes autoritários ao longo do século XX, para posteriormente apresentar outros casos em que o futebol foi uma ferramenta de contrapoder utilizada por grupos desfavorecidos ou oprimidos. O artigo conclui afirmando que o futebol é um fenômeno social de massas muito complexo que pode converter-se em uma arma política de dois gumes.
 

Endereço: http://www.revistas.ufrj.br/index.php/Recorde/article/view/1237

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.