O Impacto da Identidade de Gênero na Auto-avaliação Corporal e Motora de Atletas de Ambos os Sexos

Por: Caroline Pereira Martins, Cícero Augusto Souza, Fernando Luiz Cardoso, Kríscia Germano Fávero e Rozana Aparecida Silveira.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.17 - n.4 - 2009

Send to Kindle


Resumo

Este projeto de pesquisa descritiva de campo não probabilística teve por objetivo avaliar o impacto da identidade de gênero na auto-avaliação corporal e motora de atletas oficiais de futebol, basquetebol, voleibol, handebol e natação de ambos os sexos. As coletas de dados utilizaram de técnicas snow ball e focus groups em locais de treinamentos e competições esportivas de Santa Catarina. Este estudo utilizou auto-avaliação por intermédio de um questionário - Questionário de Identidade Corporal (QIC) com 328 sujeitos, sendo 165 homens e 163 mulheres com no mínimo 30 participantes de cada modalidade esportiva com média de idade de 22 anos. Para análise de dados utilizou-se de estatística descritiva e inferêncial (Teste t de Student e Anova Oneway). Conclui-se que houve diferenças em termos de corporeidade e motricidade dentre os sexos, assim como dentre as diferentes modalidades. Os homens demonstraram serem mais ativos fisicamente e gostarem mais de atividades que buscam competitividade e agressividade do que as mulheres, enquanto as atletas mostraram conhecerem menos seu corpo e se importarem mais com a imagem corporal. Além disso, as mulheres atletas desse estudo brincaram na infância tanto com meninas quanto com meninos, fato este que pode ter-las levado ao mundo do esporte.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/1063

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.