O Intelectual e a Universidade Estagnada

Por: Milton Santos.

Revista da Adusp - n.11 - 1997

Send to Kindle


Resumo

Esta festa, como tantas outras que se fazem, freqüentemen te exaltam as vitórias. A verdade é que deveria tam bém haver festas para exaltar as derrotas, os empeços, os obstáculos que fazem parte da vida de quem trabalha, e que nem sempre são devidamente levados em conta. Um homem que pensa, e que por isso mesmo quase sempre se encontra isolado no seu pensar, deve saber que os chamados obstáculos e derrotas são a única rota para as possíveis vitórias, porque as idéias, quando genuínas, unicamente triunfam após um caminho espinhoso. Creio que é por aí que veio à cabeça de alguns colegas oferecerem-me este prêmio: pelo fato de que sempre soube ser só, de que sempre soube não fazer concessões e sempre soube acreditar no futuro. Acreditar no futuro é também estar seguro de que o papel de uma Faculdade de Filosofia é o papel de crítica, isto é, da construção de uma visão abrangente e dinâmica do que é o mundo, do que é o país, do que é o lugar, e o papel de denúncia, isto é, de proclamação clara do que é o mundo, o país e o lugar, dizendo tudo isso em voz alta.

Endereço: http://www.adusp.org.br/index.php/imprensa/revista-adusp/89-revista-n-11-outubro-de-1997

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.