O Jogo dos Que Não Jogam: a Arbitragem Amadora de Futebol em São Sebastião

Por: Túlio Lourenço do Amaral.

2014 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho é um estudo etnográfico sobre a arbitragem amadora de futebol da cidade de São Sebastião-DF. Procurou-se observar e analisar o modo de relação com esse esporte que os árbitros amadores travam e a importância do ofício da arbitragem para eles. Para tal compreensão, foi fundamental a ideia de que os árbitros também jogam um jogo e formam um time. Fora de campo, sempre se agregam em grupo e debatem sobre o campeonato e suas atuações nele. Também travam uma disputa para serem escalados nos jogos mais importantes. Dentro de campo, eles devem saber conduzir a partida de modo a não perder sua autoridade, o que implica ser capaz de manejar as regras visando não somente o andamento do jogo, mas também a sua posição dentro dele. Em verdade, essas duas dimensões estão imbricadas. Essas observações nos fazem enxergar um envolvimento com o esporte não menos intenso que o experienciado por jogadores e torcedores. Além disso, os árbitros que atuam no campeonato amador de São Sebastião, evento de fundamental importância para a vida social do local, obtém reconhecimento e prestígio singulares entre os habitantes da cidade. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.