O Jogo e a Escola Nova no Contexto da Sala de Aula: Maceió, 1927-1931

Por: , e Rogério de Melo Grillo.

Educação em Revista - v.32 - n.4 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O presente artigo tem como objetivo descrever os discursos de intelectuais da educação brasileira, concernente ao jogo na escola, nas décadas de 1920 e 1930. Para tanto, o estudo teve como fonte artigos publicados na Revista de Ensino (1927-1931). O corpo documental foi constituído por 24 edições do periódico, publicado no Brasil, especificamente, em Maceió/AL, no período de 1927 a 1931. Esse recorte temporal evidencia uma época de profunda transformação na educação brasileira, já que se dava início à inclusão das ideias escolanovistas em vários estados do país. Ademais, a análise dos documentos supracitados fundamentou a construção de uma narrativa, que contextualiza as concepções de jogo na escola, segundo o debate escolanovista brasileiro. Ressalta-se que tais concepções vislumbram discursos sobre o jogo como um importante recurso didático e meio de escamotear os conteúdos escolares, mediante um "ensino lúdico" centrado na criança.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-46982016000400345&script=sci_abstract&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.