O Lazer dos Ferroviários em Rio Claro-sp e o Controle da Companhia Paulista

Por: e Renan Vidal Mina.

Licere - v.21 - n.3 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Este artigo aborda dois pontos principais: i) as atividades de lazer dos trabalhadores da Companhia Paulista de Estradas de Ferro em Rio Claro; ii) e a estratégia da empresa em prolongar o controle sobre seus funcionários até mesmo nos momentos de não trabalho, a partir da criação do Grêmio Recreativo da Paulista. A chegada dos trilhos e a instalação das oficinas da companhia ferroviária impulsionaram a formação da classe operária local, criando as bases para a emergência dos espaços de sociabilidade frequentados por esses trabalhadores. O desfrute do lazer pelos ferroviários, além de possibilitar o distanciamento momentâneo da extenuante rotina de trabalho, contribuía para o fortalecimento dos laços do grupo. A direção da Paulista, disposta a vigiar as ações de seus funcionários fora do universo fabril, empenhou-se em reger suas opções de lazer, fundando um clube social e recreativo destinado aos ferroviários.

Endereço: https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/11993

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.