O Lúdico Como Possibilidade Pedagógica no Estudo do Meio

Por: André Benatti de Andrade.

Licere - v.15 - n.3 - 2012

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho busca fazer aproximações entre os conceitos de “estudo do meio”, ou EM,  e de lúdico, com o objetivo de aprimorar essa metodologia de ensino relacionada à  vivência da aula não formal. Nosso objetivo é colaborar com o entendimento do EM  com base nas características do lúdico, analisando essa metodologia como uma  alternativa de ensino-aprendizagem mais eficiente e prazerosa para quem dela participa.  O trabalho foi desenvolvido pela combinação das pesquisas bibliográfica e de campo. A  pesquisa bibliográfica, realizada a partir de levantamento efetuado nos sistemas de  biblioteca da Unimep e da Unicamp e em ferramentas acadêmicas disponíveis na rede  mundial de computadores e, posteriormente, utilizando as análises textual, interpretativa  e crítica, procura levantar conceitos importantes para o entendimento dessa metodologia  de ensino – o estudo do meio. A pesquisa de campo foi realizada em Campinas, SP – cidade em que os estudos do meio têm se apresentado como alternativa cada vez mais  frequente – em agências e escolas escolhidas por critérios de representatividade.  Envolveu 78 participantes entre professores, coordenadores, diretores e dirigentes de  agências por meio de questionário com 16 perguntas sobre estudo do meio e o lúdico.  Uma das importantes questões apontadas na pesquisa é o fato de termos no EM uma  possibilidade de grande relevância para o ensino-aprendizado do aluno. Vinte e cinco  animadores (80,63%), um dono de agência (33,33%), todos os professores (100%) e  todos os coordenadores (100%) acreditam que o EM é uma possibilidade para o ensinoaprendizado. Observou-se também que não só as escolas particulares, mas também as  públicas, fazem uso dessa metodologia de ensino com seus alunos. Quanto às questões  relacionadas ao lúdico, todos os 32 professores (100%) e os dois coordenadores (100%)  entendem que é de extrema importância para o desenvolvimento do aprendizado no EM.  No mesmo sentido, 29 animadores (93,54%) e dois donos de agências (66,66%)  acreditam no caráter lúdico como possibilidade para o aprendizado no EM. Acreditamos  também que a pesquisa pode contribuir para os estudos do lazer, considerando o EM  como estratégia de ação na área.

Endereço: http://www.anima.eefd.ufrj.br/licere/pdf/licereV15N03_tc1.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.