O Modelo de Brohm e a OrganizaÇÃo do Basquetebol Masculino Brasileiro.

Por: Eduardo Fantato Rodrigues, Leandro de Melo Beneli e Paulo César Montagner.

Conexões - v.4 - n.1 - 2006

Send to Kindle


Resumo

Este artigo buscará analisar a organização do basquetebol masculino brasileiro a partir das transformações ocorridas no esporte moderno. Para tanto, será apresentado, através da revisão bibliográfica, o modelo sociológico de Jean-Marie Brohm como referencial teórico para apoiar a discussão. Em seguida será contextualizada a trajetória institucional da modalidade relacionando-a ao processo do amadorismo para o profissionalismo. Por fim, este estudo trará uma reflexão sobre a sistematização do basquetebol masculino brasileiro, referenciado pelo modelo de organização capitalista do esporte de Brohm. Apesar da inserção do setor privado no financiamento do basquetebol, infere-se que a modalidade não acompanhou as novas exigências do esporte moderno, e, conseqüentemente, não conseguiu se ajustar às demandas advindas desta sistematização. Palavras-chave: Organização do basquetebol; Transformações esportivas; Capitalismo.

Endereço: http://www.unicamp.br/fef/publicacoes/conexoes/v4n1/Leandro4.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.