O Nadar e o Envelhecente: Processo de Ensino e Aprendizagem da Natação Nesta Fase da Vida

Por: Vinicius Cavalcanti.

122 páginas. 2013 29/07/2011

Send to Kindle


Resumo


 Nadar tem sido considerado um movimento completo, conquistado pelo humano e aperfeiçoado biomecanicamente, levado a competição com resultados magníficos da capacidade humana, tanto que pelo processo civilizador é ensinado, principalmente para crianças, neste estudo veremos os resultados de adultos envelhecentes passando por este processo de ensino aprendizagem. O termo envelhecentes foi utilizado para identificar sujeitos na meia idade e idosos. Esta pesquisa teve como objetivo geral analisar os significados que os envelhecentes atribuem à aplicação de um processo de aprendizagem da natação, através do conteúdo de suas falas; e como objetivos específicos: 1) caracterizar o perfil dos envelhecentes participantes como alunos do processo de aprendizagem de natação nesta fase da vida; 2) verificar o conhecimento e a vivências motoras no meio líquido ao longo da vida dos envelhecentes participantes como alunos do processo de ensino aprendizagem de natação nesta fase da vida; 3) avaliar a aplicação de um programa de ensino de natação para os envelhecentes acadêmicos da 3a Idade Adulta-FEF-UFAM. A amostra foi constituída de 16 envelhecentes, sendo 14 mulheres e 2 homens, entre 45 a 74 anos. Como metodológica principal foi empregado programa de ensino aprendizagem da iniciação a natação, com uma duração de 4 meses. Para a obtenção dos dados, foram utilizadas duas entrevistas e uma planilha de verificação das qualidades hidrodinâmicas utilizadas ao longo do programa. Os resultados apontaram: 1) o aprendizado da natação da quase totalidade da amostra, exceto uma envelhecente que não aprendeu a nadar. 2) Segundo os relatos: ocorreu a melhoria da condição física e a diminuição das dores. 3) Houve um aumento dos escores de qualidades hidrodinâmicas e metragem de 15m para 25m. Em relação aos significados de aprender a nadar, houve um melhor desenvolvimento motor e a busca de um estilo de vida saudável e o medo de um afogamento como relatos de destaque. Os resultados apontaram que é possível aprender a nadar nesta fase da vida, exceto em relações aos traumas não superados.

Endereço: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3223

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.