O Olhar e a (in)compreensão Dos/as Acadêmicos/as de Educação Física Quanto ? Disciplina História da Educação Física

Por: Eliasaf Rodrigues de Assis, Kleber Tuxen Carneiro, Maurício Bronzatto e Roberto Carlos Vieira Junior.

XIV Congresso de História do Esporte, do Lazer e da Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO É comum alunos ingressantes na graduação demonstrarem insegurança diante de alguns saberes. Esse fenômeno, também presente na formação em Educação Física, se acentua quando uma diversidade de conhecimentos afigura-se, no dizer de Betti (2008), como uma espécie de “povoamento epistemológico”. Uma breve revisão da constituição curricular da Educação Física evidencia a influência das ciências da saúde, biológicas e, mais recentemente, das ciências humanas (BRACHT, 1999; SOARES, 1992 e CARNEIRO, 2012). Muitos acadêmicos/as indagam: “Por que estudar história em um curso de Educação, no interior da Faculdade de Ciências da Saúde?” (MELO, 1997). Problematizando essa indagação, buscamos averiguar a (in)compreensão dos ingressantes no curso de Educação Física quanto à disciplina “História da Educação Física”. Intercruzando o perfil do aluno/a, sua concepção quanto à História ao longo da escolarização e a constituição epistêmica da Educação Física, intentamos mapear narrativas que distorcem a compreensão da História enquanto disciplina da Educação Física. 

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/anais-do-xiv-chelef

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.