O Olimpismo Enquanto Contributo Para a Educação Através do Desporto: Revisão Sistemática da Literatura

Por: Carlos Jorge Pinheiro Colaço, Claudia Santos, e Margarida Mascarenhas.

Revista Intercontinental de Gestão Desportiva - v.7 - n.3 - 2017

Send to Kindle


Resumo

O Olimpismo moderno, enquanto filosofia de vida que coloca o desporto ao serviço do desenvolvimento humano, foi concebido por Pierre de Coubertin, com a finalidade de elevar as práticas desportivas de caráter recreativo que se realizavam em finais do séc. XIX, de uma cultura de cariz popular para uma cultura erudita com implicações no domínio da educação, da saúde, da economia, do trabalho, do lazer, da ética, da polemologia, diplomacia e da investigação científica (Armour & Dagkas, 2012; Teetzel, 2012). O presente estudo tem como objetivo realizar uma síntese da investigação desenvolvida sobre a problemática da educação olímpica de modo a analisar e a sistematizar o conhecimento mais atual relativamente a: (1) conceito de olimpismo; (2) os conceitos de educação olímpica e/ou educação através do olimpismo; (3) interação dos conceitos de olimpismo e educação olímpica e/ou educação através do olimpismo; (4) formas através das quais têm sido implementadas a educação olímpica e/ou educação através do olimpismo. Para o efeito, realizou-se uma revisão sistemática da literatura de âmbito internacional na área do olimpismo enquanto contributo para a educação através do desporto, nas bases de dados ISI Web of Science, Sport Discus e Science Direct, no período compreendido entre 2010 e 2017. As palavras-chave definidas para a recolha de artigos foram ‘Olympism’ e ‘Olympic education’. Na fase de exploração e análise dos artigos recolhidos, considerou-se como critério de inclusão os resumos cujo conteúdo apresentasse relevância ao nível do olimpismo e educação olímpica; e como critério de exclusão todos os resumos fora do âmbito do olimpismo articulado com educação olímpica ou educação através do olimpismo. A exportação dos dados foi realizada com o software EndNote8, e o tratamento e análise de conteúdo dos artigos foi desenvolvida com o suporte do software NVivo11 Pro. Foram recolhidos 249 artigos dos quais, após análise dos resumos e respeitando os critérios acima referidos, foi selecionado um total de 54 artigos. Dos principais resultados apresentamos três aspetos que reputamos de fundamental importância e que são objeto de análise: (1) a inconsistência conceptual do olimpismo que consequentemente gera uma inconsistência no conceito de educação olímpica e de conteúdo dos programas de educação olímpica desenvolvidos por órgãos constituintes do Movimento Olímpico; (2) a falha e fracasso na missão de difusão do Santos et al. Rev. Intercon. Gest. Desport., Rio de Janeiro, 7 (3): 335 - 337, set-dez/2017 336 olimpismo, em matéria de educação, por parte do Comité Olímpico Internacional; (3) a necessidade de desenvolvimento de currículos escolares em matéria de educação olímpica ou educação através do olimpismo.

Endereço: http://www.revista.universo.edu.br/index.php?journal=gestaoesportiva&page=article&op=view&path%5B%5D=5312

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.