O Papel das Danças Folclóricas (pastorinhas e Reis) na Motivação de Atividades Físicas Para Idosas

Por: Berta Leni Costa Cardoso.

128 páginas. 2006 18/04/2066

Send to Kindle


Resumo

Há vários estudos que relatam os benefícios bio fisiológicos da relação atividades físicas e idosos. Porém, o número de praticantes ainda não é satisfatório. Tentou-se resolver essa controvérsia pesquisando o uso do folclore como prática educativa e motivacional em aulas de atividades físicas para idosas. Foram entrevistadas idosas do Clube da Amizade em Caetité BA, onde se utilizam danças folclóricas em aulas de educação física como motivação. O estudo foi baseado nas reflexões de Paulo Freire, que admite que, para se educarem e motivarem pessoas, deve-se, primeiramente, considerá-las como seres que pensam, agem e sentem. Nesse processo educacional e motivacional, devem-se valorizar experiências, cultura, atitudes e valores dessas pessoas. Os resultados encontrados ratificaram que o uso de danças folclóricas em processos educacionais e motivacionais em idosas é satisfatório e positivo. As idosas relataram estar altamente motivadas durante as aulas ao ouvirem e dançarem músicas que as fizessem relembrar o passado, sua cultura, seus valores e atitudes. Durante as aulas, elas eram tomadas de sentimentos e lembranças favoráveis a essas práticas. As aulas também favoreceram a melhora da qualidade de vida, as possibilidades de encontros entre seus pares, aumentaram a auto-estima, proporcionando felicidade e bem-estar. As idosas confirmaram a idéia de que, ao utilizar a própria cultura do educando, este se sente mais motivado para a prática. Essa reflexão abriu um novo caminho para os debates acadêmicos a respeito da relação da teoria de Freire - motivação e prática de atividades físicas como processos educacionais.

Endereço: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1045

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.