Send to Kindle


Resumo

A globalização está ficando cada vez mais complexa, e as mudanças decorrentes da mesma estão ficando cada vez mais rápidas. O futuro está ficando cada vez mais imprevisível. Os últimos quarenta anos têm sido tempos extraordinários. A expectativa de vida aumentou cerca de vinte cinco anos, a população mundial cresceu cerca de dois bilhões neste período. Esse cenário caracteriza uma grande oportunidade para a inovação e o desenvolvimento. As mudanças na sociedade contribuíram para a formação do esporte em um produto de alto valor comercial, e ganhou status de Indústria do Esporte, sendo definida como o mercado no qual os produtos e/ou serviços oferecidos aos compradores são o esporte, fitness, recreação e lazer; em forma de bens, serviços, pessoas, locais ou ideias (Pitts & Stotlar, 2002). A figura do patrocínio no esporte surge neste contexto como uma ferramenta que contribui no desenvolvimento das modalidades e infraestrutura esportiva dos países. O objetivo deste trabalho é tentar entender como o patrocínio, em suas diversas formas de manifestação, pode contribuir para o desenvolvimento do esporte no Brasil. A estratégia metodológica deste trabalho de natureza qualitativo-descritiva alicerçada em Denzin & Lincoln (2006) consiste, em primeiro situar a condição estrutural do esporte ancorada nos periódicos que revelam dados referentes às práticas esportivas e na literatura especializada em marketing e patrocínio. O estudo revela a evolução em termos estruturais e promoção da prática esportiva e possibilita uma discussão sobre o papel do patrocínio no desenvolvimento das diversas modalidades. Entendendo que a articulação entre o poder público e o privado pode ser um caminho mais viável para o fortalecimento do esporte.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.