O Problema da Simultaneidade na Lei do Impedimento do Futebol

Por: Thales Faleiro Delfim e Vitor Luiz Bastos de Jesus.

Revista Brasileira de Ensino de Física - v.33 - n.4 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Segundo a regra da FIFA (do francˆes: F´ed´eration Internationale de Football Association), para que a posi¸c˜ao de impedimento de um jogador seja considerada uma infra¸c˜ao, ´e necess´aria a observa¸c˜ao simultˆanea da posi¸c˜ao do jogador e da bola no momento do passe, para quaisquer posi¸c˜oes da bola e do jogador no campo de futebol, exceto no caso de recebimento direto da bola de um tiro de meta, ou arremesso lateral, ou tiro de canto (escanteio). Este trabalho tem por objetivo mostrar que n˜ao ´e poss´ıvel a marca¸c˜ao correta da infra¸c˜ao do impedimento em todos os casos. Essa impossibilidade se d´a pelo fato de o ´arbitro auxiliar respons´avel pela marca¸c˜ao da infra¸c˜ao, tamb´em conhecido vulgarmente como “bandeirinha”, n˜ao possuir um campo de vis˜ao correspondente a 180◦ mas de aproximadamente 30◦ a 40◦ que permite a detec¸c˜ao simultˆanea de eventos, conforme discuss˜ao apresentada na se¸c˜ao 2. Baseado nesta discuss˜ao foi estimado o tempo caracter´ıstico gasto pelo ´arbitro auxiliar para girar a cabe¸ca de aproximadamente 90◦ para tentar observar eventos simultˆaneos fora de seu campo de vis˜ao. Com estes intervalos de tempo foi poss´ıvel estimar avan¸cos t´ıpicos de jogadores em rela¸c˜ao `a linha de impedimento, quando em posi¸c˜ao legal no momento do passe.

Palavras-chave: simultaneidade, futebol, campo de vis˜ao

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbef/v33n4/08.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.