O Processo de Abandono de Talentos do Atletismo no Estado do Paraná: Um Estudo Orientado Pela Teoria dos Sistemas Ecológicos.

Por: José Luiz Lopes Vieira.

168 páginas. 1999 29/07/1999

Send to Kindle


Resumo

O principal propósito deste estudo foi investigar a trajetória de vida pessoal e esportiva de atletismo tenham abandonado o contexto esportivo no estado do Paraná. Esta investigação teve como suporte teórico, a teoria dos sistemas ecológicos de BRONFENBRENNER (1987; 1992; 1995), e a teoria de especialização motora de KREBS (1992; 1993). Buscou-se investigar os atributos pessoais dos talentos; analisar como ocorreu o processo de especialização motora; identificar quais fatores foram determinantes; caracterizar os contextos e os períodos do abandono. O modelo de estudo utilizado foi o paradigma bioecológico pessoa - processo - contexto - tempo. Como instrumento de coleta dos dados, utilizou-se: entrevistas semiestruturadas, diário de pesquisa e documentos. Foram sujeitos vinte e nove pessoas sendo, dez talentos ex-atletas de atletismo do sexo masculino, dez familiares, cinco técnicos de atletismo e quatro dirigentes esportivos. Para a interpretação dos dados, optou-se pela análise de conteúdo do tipo categorial, através de recortes, enumeração e escolha prévia de categorias. Com base nos resultados, chegou-se as seguintes conclusões: as características antropométricas e físico-motoras, foram evidenciadas nas fases de estimulação e aprendizagem motora e os atributos sócio-emocionais, força de vontade, determinação e dedicação na fase de especialização motora; na fase de estimulação motora foram vivenciadas atividades variadas realizadas na vizinhança próxima à família, na fase de aprendizagem dos talentos ocorreu a vii iniciação em diversas modalidades de esportes, principalmente na escola através das aulas de educação física; na fase de prática intensificaram a participação em diversas provas do atletismo e na fase de especialização dedicaram-se exclusivamente à prova na qual tinham os melhores resultados, as fases de prática e especialização motora ocorreram nas equipes de atletismo. Os talentos deste estudo obtiveram seus melhores resultados em média de cinco anos antes a idade esperada caracterizando uma resultado esportivo precoce; os contextos, onde ocorreram os fatores determinantes do abandono foram: a família, o local de trabalho dos pais, a equipe de atletismo, nas prefeituras municipais, na federação de atletismo, na escola/universidade no local de trabalho dos talentos e no governo estadual; com relação aos períodos, os fatores do abandono ocorreram entre o final da adolescência e o início da vida adulta, caracterizando um abandono esportivo precoce considerando as idades para os altos rendimentos; com relação aos fatores que levaram ao abandono foram classificados em: determinantes e intervenientes, os determinantes foram: oportunidade para trabalhar, casamento seguido de paternidade, extinção da fundação de esportes, falta de valorização da modalidade, discussão com o técnico e, “um conjunto de fatores”; os fatores intervenientes foram: maturação precoce, ter de estudar, busca por outras atividades, ter que trabalhar, lesões musculares, falecimento do pai, condição financeira da família, falta de estrutura da equipe, pressões familiares, interferência do pai no treino, falta de técnico, competir em categorias mais elevadas, desgaste psicológico, falta de orientação pessoal, falta de patrocínio, dependência da prefeitura e falta de valorização da modalidade. Diversos fatores intervieram ou determinaram, mas o abandono dependeu da seqüência e ocorrência desses fatores durante a vida pessoal e esportiva do talento, parecendo indicar que cada tajetória de abandono é um processo único.  

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.