O processo de ensino-aprendizagem-treinamento do handebol no estado do Paraná : um estudo da categoria infantil.

Por: José Carlos Mendes.

2006 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Este estudo objetivou caracterizar o processo de ensino-aprendizagem-treinamento na categoria infantil masculina do Handebol no estado do Paraná. Para tanto, realizou-se uma pesquisa descritiva-exploratória com 29 jogadores e três treinadores de três equipes do gênero masculino da categoria infantil, filiadas à Liga de Handebol do Paraná. Os instrumentos para coleta de dados consistiram na observação sistemática e direta, com emprego de filmadora nas sessões de treino e posterior categorização das atividades, entrevistas semi-estruturadas com treinadores e aplicação do teste de nível de conhecimento tático. Os dados foram analisados através de estatística descritiva, especificamente freqüência e freqüência percentual para as atividades das sessões de treino, como também, média e desvio padrão para os dados referentes ao teste de nível de conhecimento tático e os testes de Wilcoxon e Kruskal Wallis para comparação entre os pré e pós-testes. Os principais resultados encontrados ressaltaram que os treinadores empregaram a maior parte do tempo das sessões de treino com atividades com ênfase no treinamento dos elementos técnicos, em que predominavam as funções das tarefas voltadas para a fixação da técnica e aquisição global da técnica, exceto um dos treinadores que utilizou com maior freqüência a função de aplicação da técnica. Em relação as condições de realização das tarefas, os treinadores tiveram preferência pela implementação de tarefas de combinação de fundamentos e fundamento individual, normalmente sendo executadas em forma de fileiras ou duplas. Os treinadores assumiram uma conduta de retroalimentação durante as sessões de treino, contudo não aplicaram com clareza os critérios de êxito durante as tarefas. Os jogadores, na maioria das vezes, assumiram uma conduta congruente durante as sessões de treino. Além disso, os jogadores apresentaram níveis baixos de conhecimento tático da modalidade, tanto no pré quanto no pós-teste. Neste aspecto, as sessões de treino parece que não contribuíram para a evolução do desempenho dos jogadores no nível de conhecimento tático. Em suma, as evidências confirmaram a utilização de um modelo tradicional na estruturação das sessões de treino da categoria infantil, com algumas iniciativas incipientes de utilização da metodologia série de jogos, principalmente nos momentos iniciais das sessões de treino.

Endereço: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/88600

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.