O Professor de Educação Física na Direção da Escola Pública Estadual

Por: Julia Coelho Quintana.

124 páginas. 2010 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho tem como objetivo geral identificar como os professores de Educação Física se constituíram gestores1 das escolas da rede estadual de ensino da cidade de Pelotas-RS (gestão 2007-2009). Para responder a estes objetivos foi necessário compreender as relações que permeiam a ação dos professores de Educação Física no exercício da gestão escolar e quais os fatores que os levaram a participar da administração das instituições de ensino. Por isso, recorremos à realização de uma pesquisa qualitativa, em que entrevistamos nove professoras-gestoras de Educação Física (quatro diretoras e cinco vice-diretoras), que estavam na gestão de oito escolas da zona urbana de Pelotas/RS, no período do estudo. Além das entrevistas, foram coletados dados na 5ª Coordenadoria Regional de Educação e realizadas anotações em diário de campo. Realizamos as entrevistas de maneira formal, previamente marcadas, e aplicamos um roteiro de questões semi-estruturado composto por 41 perguntas autobiográficas que nos possibilitaram compreender os motivos da vida pessoal e profissional que os levaram a optar pela atuação nos cargos diretivos da escola e sua postura em tal função e perceber como estas compreendem a gestão da escola pública estadual. Como método de análise de dados utilizamos a categorização dos dados e a análise de conteúdo. Após a análise das falas das gestoras entrevistadas e dos demais componentes da coleta concluímos: a orientação sobre gestão escolar nos cursos de licenciatura das entrevistadas não foram suficientes para o exercício da função na gestão; a vivência familiar as influenciou na escolha pelo magistério; a prática da Educação Física na infância, dentro e fora da escola, influenciou a escolha da graduação nesta área; a opção pelo exercício da direção e vice-direção se deu, na maioria dos casos, devido ao assédio de colegas de trabalho e alunos; as vice-diretoras mantêm mais contato com os estudantes do que as diretoras devido a não estarem mais em sala-de-aula e ao excesso de trabalho inerente a função. O estudo demonstrou também que as professoras-gestoras mostraram ter conhecimentos sobre os benefícios da gestão democrática no ambiente escolar, mas nem todas parecem querer democratizar este espaço ou conseguem com que a comunidade participe ativamente das atividades escolares. Em relação aos pais, o estudo demonstrou que aqueles menos favorecidos economicamente são mais participativos e demonstram preocupação com a escola e o tipo de ensino que é oferecido aos filhos. Todas as entrevistadas tiveram problemas com a implantação das novas políticas educacionais durante o ano de 2008 e, acreditam que os professores de Educação Física interessam-se pelo exercício da gestão escolar, na função de diretores, por estarem acostumados a trabalhar em conjunto, organizar grandes grupos e dinamizar os locais por onde passam.  

Endereço: http://wp.ufpel.edu.br/ppgef/dissetacoes_2010/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.