O Projeto Esporte e Educação: Uma Bonita União na Escola: Formando Jovens Críticos, Ativos e Protagonistas

Por: Cristiane e Castro Feitosa Melo.

Revista de Educação Física, Saúde e Esporte - REFISE - v.3 - n.1 - 2020

Send to Kindle


Resumo

O Projeto “Esporte e Educação: uma bonita união” tem como principal objetivo analisar a contribuição do esporte no processo de aprendizagem e da educação através da conscientização de jovens no Ensino Fundamental de uma Escola Pública no intuito de formar jovens críticos, ativos e protagonistas. Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso etnográfico. Registra a experiência pedagógica, através de fotografias e questionários, que tem como ponto de partida desenvolver no aluno a curiosidade de descobrir o mundo em que vive e de sua grande responsabilidade na tarefa de defendê-lo, através do conhecimento da história do esporte, com uma visão integrada do local onde mora, estuda, exercita o lazer e de toda a sociedade. A disciplina de geografia, através de um trabalho interdisciplinar, que destacou a história, a arte e a educação física, foi essencial ao combinar, sequencialmente, exercício de cidadania, juntando-se com o esporte, em que os alunos foram os protagonistas, desde a tomada de decisão do esporte, da ginástica como modalidade esportiva, do desenho, pintura, maquetes, teatro e fotografia como modalidade artística, relacionada com os saberes de cada um no processo de participar da sociedade e de suas transformações. Os resultados evidenciaram que a prática do esporte integrado à educação é necessária para a formação de uma consciência ética e solidária capaz de respostas na defesa do social, principalmente quanto à sua aplicação no ensino fundamental. Assim, o aluno desperta para a disciplina, a dedicação, o entusiasmo e a conscientização, um dos pontos primordiais na formação do jovem crítico, ativo e protagonista.

Referências

ALMEIDA, M. A. de; ROSE JUNIOR, D. de. Esporte qualidade de vida: perspectiva para o início do século XXI. In: Qualidade de Vida: Evolução dos Conceitos e Práticas no século XXI. Campinas: Ipes Editorial, 2010. Cap. 1. p. 11-19.

ASSIS, S. Reinventando o esporte: possibilidades da prática pedagógica. Campinas: Autores Associados, 2001.

BENTO, Jorge Olimpio. Desporto: discurso e substância. Campo das Letras, 2004.

BARBIERI, C. Esporte educacional: Uma possibilidade para a restauração do humano homem. Canoas: Ulbra, 2001.

BETTI, M. A janela de vidro: esporte, televisão e educação física. Campinas, 1997.

BRACHT, V. A criança que pratica esportes respeita as regras do jogo.../capitalista. Revista Brasileira de Ciência do Esporte, v.7, n.2, p. 62-68, 1986.

BRASIL, Câmara dos Deputados. Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA. 9ª Edição. Brasília: Câmara dos Deputados, 1990.

BRASIL. Decreto lei n. 3.199, de 14 de abril de 1941. Estabelece as bases de organização dos desportos em todo o país. Rio de Janeiro, 1941. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-3199-14-abril-1941-413238-publicacaooriginal-1-pe.html. Acessado em: 23 out. 2019.

BRASIL, Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério da Educação, 2017. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1980-1987/decreto-91452-19-julho-1985-441587-publicacaooriginal-1-pe.html. Acessado em: 23 mai. 2020.

BRASIL, Senado Federal. Constituição da República Federativa do Brasil. 2. ed. Brasília: Subsecretaria de Edições Técnicas, 1988.

CAMBRAIA, V. Esporte escolar: o que dizem os autores. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2010.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino da Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992.

FINCK, Silvia Christina Madrid. A Educação Física e o esporte na escola: cotidiano, saberes e formação. Curitiba: Ibpex, 2010.

KUNZ, E. Transformação Didático-Pedagógica do Esporte. 4. ed. Ijuí: Unijuí, 2001.

KUNZ, E. et al.(Org.). Didática da Educação Física. 3. ed. Ijuí: Unijuí, 2003.

MELO, Cristiane e Castro Feitosa. A experiência do inseticida natural na horta escolar como contribuição ao ensino de geografia. Geosaberes, Fortaleza, v. 10, n. 20, p. 1 - 14, dez. 2018. ISSN 2178-0463. Disponível em: http://www.geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/661. Acesso em: 21 maio 2020. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v10i20.661.

NEIRA, Marcos Garcia. Educação física cultural: inspiração e prática pedagógica. 2. ed. Jundiaí : Paco, 2019.

PUJOL, Rosa. Educacion Cientifica para la ciudadania em formación. In: Alambique, n. 32, abril, 2002.

RIAL, C. S. M.. Rugbi: esporte e masculinidade. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 1997.

TUBINO, M. Dicionário Enciclopédico Tubino do Esporte. Rio de Janeiro: Senac, 2006.

TUBINO, M. Estudos brasileiros sobre o esporte: ênfase no esporte educação. Maringá: Universidade Estadual de Maringá, 2010.

Endereço: https://intranet.limoeiro.ifce.edu.br/revistas/refise/article/view/83

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.