O Que a Escola Faz com o Que o Povo Cria: Até a Capoeira Entrou na Dança!

Por: .

392 páginas. 2003 28/08/2003

Send to Kindle


Resumo

Este estudo desenvolve uma reflexão sobre o processo de escolarização de um bem cultural, no caso, a Capoeira, levantando os sentidos a ela atribuídos no âmbito do sistema público de ensino do Distrito Federal, apontando para o processo de assepsia ao qual é submetida quando colocada sob os ditames da Escola. Um quadro referencial de orientação fenomenológica modula o olhar que perscruta os temas elencados na argumentação, criando matrizes de pensamento de orientação humanista, que defendem um processo de Educação direcionado para o desenvolvimento do pensamento crítico, da criatividade e da autonomia do homem. É nestas bases que se vai questionar os significados reais da Capoeira nas suas acepções de luta, divertimento, esporte, sabedoria etc. Através de pesquisa bibliográfica, o autor apresenta uma análise comparativa, em perspectiva histórica, que permite levantar os sentidos engendrados em determinados contextos de produção de conhecimento, úteis à problematização do tema, como a Filosofia, a Escola e a própria Capoeira. As diferentes variáveis que compõem formas de ver e expressar as relações homem-mundo, nestes espaços, foram minuciosamente descritas e interpretadas, optando-se pela visão fenomenológico-existencialhermenêutica, que se fundamenta na intersubjetividade e na busca da compreensão do homem e sua realidade como partes de um só fenômeno ser-no-mundo conceito elaborado por Heidegger, que sustenta o método aqui utilizado para a apreensão do fenômeno da escolarização. Entrevistas com alunos e profissionais de nove estabelecimento de ensino da rede pública de ensino do Distrito Federal foram pensadas, encaminhadas e interpretadas segundo uma abordagem qualitativa de base hermenêutica, buscando entender as transformações impostas à Capoeira com vistas a adaptá-la ao contexto escolar. O estudo permitiu relacionar a Capoeira com o contexto social onde se insere, descobrindo-a, na Escola, alicerçada numa racionalidade moderna que lhe impõe significados e novas funções, sustentadas em padrões culturais da elite educacional, numa lógica científico-tecnológica, que a veste com a imagem do denominado Esporte de Rendimento, demarcada por métodos, regras, eficiência e resultados. Ao apontar para os aspectos de alienação e adestramento que regem o processo de escolarização do ensino e da prática da Capoeira e propor o início, efetivo, de um conjunto de ações que promovam a capoeirização da Escola, este estudo permite pensar as práticas educacionais de maneira crítica e consciente, ao mesmo tempo em que aprofunda o conhecimento de uma produção cultural autêntica, acentuando suas raízes afro-brasileiras como um dos elementos constitutivos da formação do homem brasileiro.

Endereço: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2231

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.