O Que Fazer com o Esporte?

Por: .

Blog do CEV - 2018

Send to Kindle


A “definição indefinida” do Ministério do Esporte no novo governo que se aproxima, preocupa muita gente. Atletas e técnicos, principalmente. 
Já foi dito – mas não sacramentado – que o Esporte irá para o Ministério da Cidadania, onde estará a Secretaria de Combate às Drogas e o Ministério da Cultura. E, quem sabe, a Funai... Sem exageros, parece que o espaço da Cidadania está se tornando um quarto de despejos de assuntos indesejados pelo governo. 

Mas, afinal, que esporte o governo quer dar prioridade? Ao alto rendimento, o esporte profissional? Ao futebol, que há muito tem, inclusive, uma secretaria no Ministério do Esporte. E o alto rendimento em toda a sua dimensão continuará sendo assunto de Estado, sustentado pela  verba pública como ocorre desde 2003?

Lembro que a tal Secretaria do Futebol fiscaliza, ATÉ, se os os clubes estão pagando ou não as parcelas do refinanciamento da dívida fiscal. Tudo em silêncio, claro. Sem qualquer transparência. Por que a Caixa ou a Receita Federal, que negociaram as dívidas, não fazem isso?

O alto rendimento está com os seus recursos garantidos para 2019: orçamento pequeno, é verdade, coisa de R$ 650 milhões (sem as emendas parlamentares), Lei de Incentivo e Bolsa Atleta. Mas há dúvidas sobre o futuro dos patrocínios estatais, pois uma decisão do TCU não permite renovações desses apoios por mais de cinco anos. 

Nesse quadro, observa-se que 2003 e 2017 os dirigentes se acomodaram com o recebimento de fartas verbas públicas, e não buscaram alternativas, não transformaram o esporte profissional em espetáculo – futebol à parte. 

Agora, diante da mudança de governo, cujos rumos nessa questão não se tem manifestação segura e confiável, bate o desespero. Por extensão, nos atletas. E tudo a menos de dois anos dos Jogos de Tóquio...

Mais dúvidas: o governo cumprirá o artigo 217 da Constituição Federal? (verba pública para o esporte deve ser destinado, prioritariamente, para o desporto escolar). 
E quem cuidará do desporto escolar? A CBDE? O Ministério da Educação? A Funai? Ops, desculpem!... O Ministério da Cidadania?

Enfim, não é uma simples decisão de colocar o esporte neste ou naquele bloco da Esplanada dos Ministérios. Mas, parece que as excelências não estão muito preocupadas com isso, apesar de termos recebido na última década todos os grandes eventos do esporte mundial. 

E daí, o que vamos aproveitar dos bilhões$ investidos? Serão jogados no quarto de despejos?

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.