O Resgate da Memoria no Trabalho com os Idosos: o Papel da Educação Fisica

Por: Karinne Beatriz Gonçalves Araújo.

2001 21/02/2001

Send to Kindle


Resumo

Tradicionalmente, a atuação profissional do professor de Educação Física está norteada pelo paradigma de ensinar; essa preocupação faz com que ele se esqueça das reais expectativas das pessoas que são alvo de sua atuação, mais ainda na atuação com a Terceira Idade. Nas Instituições Asilares, o ato de ensinar perde significado, considerando-se que as pessoas que ali se encontram têm interesses, necessidades e expectativas de vida muito diferentes das outras populações. Diante dessa realidade, nos propusemos a dar um outro enfoque à atuação do professor de Educação Física nas Instituições Asilares. Esse enfoque consiste em trabalhar com a memória dos idosos, uma vez que, ao recuperarmos as experiências lúdicas por eles vivenciadas no passado, recuperaríamos também o entorno afetivo envolvido nessas experiências, real alvo da nossa pesquisa, "recuperação de experiências lúdicas ricas em afetividade, como fonte principal de conteúdos a serem trabalhados com as pessoas idosas". Assim, o presente estudo teve como objetivo resgatar da memória dos idosos, as lembranças de episódios prazerosos do cotidiano passado, recuperando as memórias subjetivas (afeto, emoções, carícias, entre outras) e objetivas (atividades diárias, lúdicas, jogos, brincadeiras, entre outras). Utilizamos, como estratégia inicial, um convite individual aos idosos para participarem de um programa de atividades fisico-educativas, sendo oito os idosos que se prontificaram como voluntários. No momento seguinte, desenvolvemos um roteiro de entrevistas com a equipe multidisciplinar da Instituição (vice-diretor, psicóloga e médico), por meio da qual obtivemos as informações clínicas básicas (anamnese e relatos individuais sobre os voluntários). Em seguida, os idosos foram entrevistados coletivamente, quando foi criado um ambiente rico afetivamente (sem constrangimentos e de confiança) para facilitar o resgate das lembranças. Posteriormente, os relatos dessas experiências constituíram o conteúdo de um programa de intervenção. Esse programa teve 20 sessões práticas, realizadas no segundo semestre de 2000. Os seus resultados puderam ser constatados por meio do relato da equipe multidisciplinar e dos relatos dos idosos, em que pudemos observar que o estímulo à memória e a recuperação dos episódios prazerosos podem levar o idoso a melhorar o convívio social, a qualidade de vida, a percepção de sua saúde e a motivação para novas atividades.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000219048&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.