O Sagrado e o Profano nos Festejos das Comunidades Amazônicas. a Festa de Santo Antonio em Manacapuru.

Por: Aldaídes Bastos e .

X Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho, de características sócioantropológicas, aborda as razões da realização da festa de Santo Antonio na comunidade de Terra Preta em Manacapuru-Am, por ser uma das mais tradicionais e que continua a ser realizada até hoje. Faz parte da sua realização um longo processo preparatório, que dura até 1 ano, destacando-se vários personagens, onde se inclui o padrinho da festa, que é aquela pessoa que a realiza. Ressalte-se aqui a crença dos fiéis. Para se salvar da febre amarela, o Sr. Guilhermino Leal Vasconcelos, nos idos de 1822, comprometeu-se com a Santíssima Trindade de fazer um banquete para os inocentes, o qual era festejado no dia 13 de junho, dia de Santo Antônio.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.