O Silêncio e as Falas dos Corpos-sujeitos nas Práticas de Educação Fisica de Uma Escola Pública

Por: Maria Simone Vione Schwengber.

X Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

Apresenta este trabalho uma análise do silêncio e das falas do cotidiano observado em urna escola pública de ensino de grau. da periferia da Cidade de ljzii - Noroeste do RS, sob o prisma das dimensões ética e estética. Buscando UM referencial que punha em destaque a reflexão critica sobre o diálogo que o contexto escolar e a particularidade da educação física estabelecem com os corpos-sujeitos. Mi prática observada, a questão da dinán2ica ViVa de cada corpo-sujeito não é considerada. embora. 05 corpos-sujeitos se manifestem na perspectiva transversal ocupando o espaço, estando presentes, ampliando a comunicação e favorecendo o aspecto tátil, pela manifestação da expressão da corporeidade e. da capacidade de resistência contra a opressão também no contexto escolar das práticas específicas da educação física. Eles, não se deixam anular: abrem brechas, ainda que efémeras. reelaborando, constantemente, as atividades fisicas com os componentes de sua subjetividade singularizada

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.