O Sobrepeso Não Influencia as Respostas Cardiovasculares e Autonômicas Cardíaca Ao Exercício de Força em Adolescentes

Por: Ricardo Fontes Macedo.

52 páginas. 2014 22/04/2014

Send to Kindle


Resumo

A obesidade infantil é uma epidemia global. Visto isso, associações e organizações pautadas na saúde tem recomendado a prática de exercício físico para esta população. Uma das modalidades de exercício indicadas é o exercício de força. Porém, para que as prescrições dos treinamentos de força sejam seguras, faz-se necessário entender os ajustes cardiovasculares e autonômicos cardíacos durante e após o exercício de força em adolescentes com excesso de peso. Assim, o objetivo deste estudo foi verificar se o sobrepeso influencia nas repostas da frequência cardíaca (FC), da pressão arterial e da modulação autonômica cardíaca ao final e após uma sessão de exercício de força em adolescentes. Participaram do estudo 34 adolescentes, sendo 19 eutróficos (idade: 15±1 anos e IMC: 26±1 kg/m2) e 15 sobrepesados (idade: 16±1 anos IMC: 20±1 kg/m2). A sessão de treinamento consistiu em 10 minutos de repouso em posição supina, 10 minutos de aquecimento, 20 minutos de exercício de força (5 exercícios, 3 séries de 12 repetições a 60% de 1RM) e 30 minutos de recuperação. A pressão arterial foi analisada no repouso e ao final da recuperação. A FC, a modulação autonômica total (índice IRR), modulação parassimpática cardíaca (SDNN, RMSSD, pNN50 e componente de AF)e a modulação simpática cardíaca (componente de BF) foram mensuradas em repouso, no final do exercício e na recuperação. Para comparar as respostas mensuradas inter e intra grupos foram utilizados o teste de ANOVA de 2 vias e ANOVA de 2 vias para medidas repetidas, com Post-hoc de Newman Keus. O nível de significância adotado foi de p<0,05. A FC e a modulação simpática de repouso foram maiores no grupo sobrepeso. O grupo sobrepeso também apresentou reduzido IRR e modulação parassimpática em repouso. Porém, o sobrepeso não influenciou nas respostas de tais variáveis ao final e no período de recuperação do exercício de força. Portanto, estes dados sugerem que o sobrepeso não influencia osajustes cardiovascular e autonômico cardíaco em resposta ao exercício de força nos adolescentes.

Endereço: https://bdtd.ufs.br/handle/tede/1805

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.