O Técnico de Artes Marciais no Brasil: Entre o Sagrado e os Segredos Para o Estabelecimento de Uma Profissão

Por: Thiago Farias da Fonseca Pimenta.

331 páginas. 2016 23/09/2016

Send to Kindle


Resumo

Com a regulamentação da profissão Educação Física e a criação do Conselho Federal de Educação Física e dos Conselhos Regionais mediante a lei 9696/98, acaloraram-se as discussões no campo acadêmico e jurídico no que se refere à responsabilidade da intervenção profissional nas Lutas e Artes Marciais (L/AM). Judicialmente, alguns Estados brasileiros não conseguiram, através do Conselho, obrigar o técnico a possuir
um a formação em Educação Física. Incongruentemente observa-se em seus cursos de bacharelado, disciplinas relacionadas às L/AM, o que, por sua vez comprova uma divergência entre o espaço da intervenção e o espaço da formação.

Endereço: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/148766/pimenta_tff_dr_rcla.pdf?sequence=3&isAllowed=y

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.