O Tornar-se Professor de Educação Física na Formação Inicial: Um Olhar Sob as Narrativas de Formação

Por: Gabriella da Silva Pereira e Zenólia Christina Campos Figueiredo.

Motrivivência - v.30 - n.56 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Objetiva compreender as repercussões das experiências formadoras na trajetória curricular dos professores do curso de licenciatura do CEFD/UFES para o processo de tornar-se professor. Investe na perspectiva autobiográfica como metodologia e com narrativas orais em suas experiências de investigação-formação. Escolher os sujeitos e o lugar da pesquisa; elaborar a entrevista; entrevistar os sujeitos; analisar e tirar nota do material; garimpar os temas nas narrativas e elaborar uma síntese. A narrativa de formação do sujeito é o próprio percurso dessa pesquisa, que se caracteriza por um ser que se faz em movimento: o movimento de tornar-se professor. 

Referências

ABRAHÃO, M. H. M. B. Memoriais de formação: a (re)significação das imagens-lembranças/recordações-referências para a pedagoga em formação. Educação, Porto Alegre, v. 34, n. 2, p. 165-172, maio/ago. 2011.

CABRAL, M. Recensão A fidelidade à origem. O desenvolvimento de uma professora de Matemática. Quadrante, 13, 2, pp. 95-101. 2004.

CHENÉ. A. A narrativa de formação e a formação de professores. In: NÓVOA, A.; FINGER, M. (Org.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: Departamento de Recursos Humanos/ Ministério da Saúde, 1988. p. 87-97.

COUCEIRO, Maria do Loreto Paiva. Processo de autoformação: uma produção singular de si-próprio. Monte de Caparica: Universidade Nova de Lisboa, 1992.

CUNHA, M. I.; CHAIGAR, V. A. M. A dimensão da escrita e da memória na formação reflexiva de professores: dois estudos em diálogo. In: FERREIRA, M. O. V.; FISCHER, B. T. D.; PERES, L. M. V. Memórias docentes: abordagens teórico-metodológicas e experiências de investigação. São Leopoldo: Oikos; Brasília: Leber Livros, 2009. p. 119-140.

FONTANA, Roseli A. Cação. Como nos tornamos professoras?. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

JOSSO, Marie-Christine. Caminhar para si. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2010.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. Lisboa: Educa, 2002 e 2004.

LOPES, Alice Ribeiro Casemiro. Conhecimento escolar: ciência e cotidiano. Rio de Janeiro: EdUERJ, 1999.

NÓVOA, A. (Org.) Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1992.

NÓVOA, A. Prefácio. In.: JOSSO, M-Christine. Experiências de vida e formação. Prefácio de António Nóvoa, tradução de José Cláudio e Júlia Ferreira. Lisboa: Editora Educa-Formação/Universidade de Lisboa, 2002.

NÓVOA, A. Professores: imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

NÓVOA, A. (org.). Profissão professor. Porto: Porto Editora, 1992.

PASSEGGI, Maria Conceição. Formação e Pesquisa autobiográfica. In: Souza, Elizeu Clementino (org.) Autobriografias, histórias de vida e formação. Porto Alegre:: EDIPUCRS, 2006.

ROSA, J. Deontologia (2ª ed.). Lisboa: Escola Superior de Educação João de Deus, 2001.

SOUZA, Elizeu Clementino de. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A; Salvador, BA : UNEB, 2006.

SOUZA, Elizeu Clementino de. O conhecimento de si: narrativas do itinerário escolar e formação de professores. 2004, 344 f. Tese (Doutorado em Educação) Programa de Pós-graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador.

FIGUEIREDO, Z. C. Experiências profissionais, identidades e formação docente em educação física. Revista Portuguesa de Educação, Lisboa, v. 23, n. 2, p. 153-171, 2010.

CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber, elementos para uma teoria. Porto Alegre: ARTMED, 2000.


 

Endereço: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2018v30n56p62

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.