O Treinamento do Lance Livre no Basquetebol

Por: Cristiano Cedra.

Revista Brasileira de Psicologia do Esporte - v.2 - n.2 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Apesar da importância do lance livre, as médias de acertos nestas situações tem sido inferiores a 70%, apenas alguns jogadores atingem médias superiores. Neste trabalho apresentamos um novo método de treinamento de lances livres através das técnicas de mudança gradual e progressiva das alterações nas especificações dos materiais utilizados nos treinos (no caso, o diâmetro do aro da cesta e a altura da cesta). Foram participantes desta pesquisa 12 atletas, com idade entre 13 e 14 anos. Estes foram submetidos a duas fases na linha de base. Após esta etapa, os atletas foram divididos em dois grupos: o grupo 1 foi submetido à intervenção relacionada a dimensão diâmetro da cesta; e o grupo 2 à intervenção relacionada a dimensão altura da cesta. O procedimento de fading ou esvanecimento foi idêntico para ambos os grupos que passaram pelo delineamento de linha base múltipla entre participantes. A etapa seguimento foi idêntica à etapa de linha de base e tinha como objetivo avaliar se os resultados produzidos na última fase da intervenção se mantinham após a retirada do tratamento. Nos resultados, percebemos que a repetição do ato de arremessar não produziu melhoras no desempenho dos atletas avaliados. O procedimento de fading promoveu melhoras durante a intervenção que se mantiveram durante o seguimento.

Endereço: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_pdf&pid=S1981-91452008000100004&lng=pt&nrm=is&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.