O Treino Físico Intensivo na Adolescência - o Caso da Natação Feminina.

Por: F. Alves.

Motricidade - v.1 - n.2 - 2005

Send to Kindle


Resumo

O treino físico intensivo na adolescência - o caso da natação feminina. Alves F. Faculdade de Motricidade Humana / Universidade Técnica de Lisboa. RESUMO Na Natação Pura os desempenhos máximos ocorrem em idades relativamente jovens, especialmente no sexo feminino, impondo uma iniciação ao treino sistemático e com cargas elevadas no início da adolescência, o que a define como uma modalidade de risco nos âmbitos fisiológico, psico-pedagógico e cultural. Sabe-se que as características físicas associadas à maturação tardia e ao hipogonadismo parecem ser propícias ao sucesso desportivo nesta modalidade. Isso significa que a menarca surgirá após vários anos de treino intenso e em pleno pico no volume das cargas de treino aeróbio. Esta tendência levanta questões complexas, acentuando o carácter de risco da modalidade. Insuficiência de aporte ou perturbações alimentares, em conjunto com a fadiga decorrente do treino sistemático podem ocasionar défice energético crónico conducente a estados de hipoestrogenismo, perturbações no ciclo menstrual e osteopenia. Estamos, assim, perante um quadro de risco para a jovem atleta, preocupante porque poderá afectar a sua saúde futura de um modo irreversível. Lembremos que as fases de máxima modelação óssea, com impacto para a vida inteira, ocorrem na adolescência. A menarca tardia em desportistas, no entanto, parece decorrer da selecção prévia realizada sobre as características genéticas dos indivíduos, perante as condições vantajosas que oferecem, não sendo uma consequência do treino na pré-puberdade. Palavras-Chave: Menarca, amenorreia, puberdade, nadadoras, distúrbios alimentares, osteopenia. ABSTRACT Intensive physical training in adolescents – the special case of female swimmers Female swimmers often achieve outstanding performances at relatively early age which implies that the initiation to systematic and heavy workloads training occurs at the beginning of adolescence stage. This defines swimming as a sport where younger athletes may be put at risk from the physiological, psychological and pedagogical points of view. It is well known that physical characteristics associated to late menarche and to hypogonadism seem to be advantageous to competitive success in swimming. Menarche will occur in many swimmers after several years of strenuous physical training and at a moment of aerobic volume workload peaking. This raises complex questions regarding health and well being of these young female swimmers. Caloric intake insufficiency or eating disorders, together with training-induced fatigue may provoke chronic energy deficit leading to states of hypo¬estrogenism, menstrual cycle disturbances and osteopenia. Important consequences for the health of these female athletes may come up in the future since the phases of maximal bone remodelling, with life time impact, occur during adolescence. Delayed puberty in girls involved in sports seems to be, however, dependent on pre-selection over individual genetic characteristics, due to their benefits for performance and it is not a condition caused by pre-puberty exercise training. Keywords: Menarche, amenorrhea, puberty, female swimmers, eating disorders, osteopenia.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.