O Treino Técnico-desportivo do Tenista Infanto-juvenil (13-16 Anos): Um Estudo Descritivo-exploratório com Três Grupos Submetidos a Diferentes Cargas Horárias de Treino Semanais

Por: , Antônio Teixeira Marques, Carlos Adelar Abaide Balbinotti e Marcos Alencar Abaíde Balbinotti.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.29 - n.2 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O treinamento técnico-desportivo do tenista infanto-juvenil (13-16 anos) deve assentar-se numa estrutura de formação multilateral específica, em que predomina o desenvolvimento
das capacidades técnico-coordenativas. O objetivo do presente estudo foi identificar a freqüência do treinamento dos Golpes de Definição (GD) e dos Golpes de Preparação (GP), enquanto exercícios sistemáticos do processo de treino técnico-desportivo dos tenistas, em três grupos: os que treinam até 10 horas semanais (G1); entre 10 e 14 horas semanais (G2); mais que 14 horas semanais (G3). Constatou-se o aparecimento em todos os grupos da freqüência de treinamento em favor de GP, caracterizando uma atividade especializada e unilateral. Portanto, as atividades seguem o modelo adulto de treinamento e, consequentemente, os jovens estão submetidos a uma carga de treino especializada precocemente.

Endereço: http://www.rbceonline.org.br/revista/index.php/RBCE/article/view/125

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.