O Triunfo da Regularidade: Ginástica Higienista Versus Acrobacias na Construção da Educação Física Escolar na Segunda Metade do Século Xix.

Por: Maria Paz Brozas Polo e Miguel Vicente Pedraz.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.39 - n.1 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Diante da perspectiva construtivista, os códigos disciplinares da educação física são considerados como resultado de um longo processo de disputas simbólicas em torno à definição do corpo educado, saudável e disciplinado. Entre as diversas disputas desenvolvidas durante o século XIX, constatamos que, ao que se refere à definição de ginástica educativa, os partidários de um modelo higienista e ortopédico conseguiram desacreditar as práticas acrobáticas e afastá-las do ambiente escolar. Perante a análise documental percebe-se que a definição de educação física desempenhou um papel determinante na complicada aproximação entre acrobacia e artes cênicas populares, cujo caráter espontâneo entrava em contradição com os ideais acadêmicos.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0101-32892017000100049&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.