O Turnen Escolar: Uma Re-aculturação Entre os Teutosbrasileiros e Alemães no Rs/brasil

Por: .

IV Congreso Latinoamericano de Estudios Socioculturales Del Deporte - ALESDE

Send to Kindle


Resumo

Com as entradas oficiais de levas de imigrantes alemães no RS/Brasil, em 1824, e os seus devidos assentamentos, preocupação principal, muito tempo levou para que estes imigrantes pudessem pensar em discutir aspectos da sua cultura, necessidades secundárias, mas não menos importantes. Por isso a partir de 1850 iniciaram-se com maior ênfase a construção de escolas e igrejas (TESCHE, 1996)1 , mais tarde os clubes (Vereins) onde pudessem estimular encontros e a praticarem aquilo que fazia parte da sua cultura: o cantar, o teatro, o Turnen. Anos após com a entrada dos 1770 Legionários alemães, intelectuais, liberais, houve uma re-aculturação com o estímulo dos mesmos aos imigrantes e já muitos teuto-brasileiros a se sentirem alemães, no Brasil e brasileiros que eram, e que deveriam praticar a sua cultura e neste aspecto o Turnen teve um papel importante, primeiramente nos Clubes e após nas escolas evangélicas luteranas (TESCHE, 2001)2. Cultura, neste caso, entendo o sentindo de Fenelón (1993)3, ... no geral passa a ser entendida como produção e criação da linguagem, religião, dos instrumentos de trabalho, das formas de lazer, da música, da dança,dos sistemas e relações sociais e de poder. Neste caso a cultura passa a ser também o campo no qual a sociedade inteira participa, elaborando seus símbolos e signos, suas práticas e seus valores. Portanto, pergunta-se como aconteceu essa re-aculturação e como a prática do Turnen se solidificou na vida dos Clubes e nas escola, tendo em vista que esta modalidade foi a pedra fundamental para uma "cultura esportiva" no estado do Rio Grande do Sul (RS), Brasil no meio escolar? Qual foi o discurso utilizado para
argumentar essa intenção?

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.