O Uso de Dicas de Aprendizagem e Sua Relação com o Ensino de Habilidades na Dança

Por: Deborah Kramer Rolim de Moura e Ricardo Weigert Coelho.

99 páginas. 2006 31/07/2006

Send to Kindle


Resumo

A dança é uma atividade motora sistematizada pelo homem desde a antiguidade e através dela, o corpo se traduz em material que pode expressar s ensações diversas. A criança, mesmo muito pequena mostra um impulso natural por ações rítmicas e pela dança. É através do corpo na dança que o movimento deixa de ser apenas exercício e se aproxima do trabalho artístico, porém seu ensino exige que sejam tratadas várias informações simultâneas, em cada um de seus movimentos. Muitos estudos em aprendizagem motora entendem o homem como um ser capaz de processar informações a partir de si mesmo e do ambiente em que vive, mas concordam que a capacidade de atenção é limitada ao tratar vários estímulos simultaneamente (SCHMIDT &WRISBERG, 2001; MAGILL, 2000; LADEWIG, CIDADE & LADE WIG,2001). O presente estudo teve por objetivo analisar a influência do uso de dicas de aprendizagem, como facilitador no ensino de habilidades da dança para crianças de 8 a 11 anos, comparando dois grupos de procedimentos: com dicas e sem dicas. A pesquisa contou com 46 meninas, matriculadas em uma escola municipal na cidade de Curitiba- Pr., que foram divididas em dois grupos (CD e SD). Na primeira semana, ambos os grupos passaram por três aulas, cada uma desenvolvendo uma habilidade da dança: 1) 6 posições da dança com braços ; 2) plié erelevé; 3) brushés. Ao final das três aulas foi realizado um test e (T1) onde cada criança deveria realizar a sequência das habilidades aprendidas. Na segunda semana, outras três habilidades foram ensinadas: 4) swing; 5) tilt; 6) soutenú, e um novo teste (T2) realizado para estas habilidades. As dicas de aprendizagem foram trabalhadas exclusivamente no grupo com procedimento correspondente, visando direcionar a atenção da criança para um ponto específico da tarefa, facilitando a sua execução e interferindo na qualidade do movimento realizado. Após a realização do segundo teste, foi feito um intervalo de uma semana, ao fim do qual foi realizado um teste de retenção (TR), contendo as seis habilidades i nterligadas em forma de seqüência. Os testes foram filmados individualmente e a performance de cada criança analisada por duas avaliadoras experts em dança, utilizando um check list de análise das habilidades que tem base nas características da performance motora associada proposta por Schmidt & Wrisberg (2001), adaptadas para este estudo. Os resultados foram analisados de acordo com a freqüência dos conceitos para ambos os grupos, e um teste não paramétrico - Teste de Mann Whitney, indicou as diferenças entre os grupos. O teste Qui-quadrado foi aplicado para detectar a significância estatística na diferença entre os grupos com p< 0.05. Foi realizado um teste Kappa para avaliar o grau de concordância entre as avaliadoras, indicando concordância moderada, na maioria dos casos. Através dos resultados, pôde-se concluir que há indícios para afirmar que o uso de dicas de aprendizagem pode ter efeito positivo no ensino de habilidade s da dança, especificamente no que se refere à qualidade do movimento.
 

Endereço: http://www.pgedf.ufpr.br/Dissertacoes.html

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.