O Valor Educativo do Kung-fu à Luz da ética e Estética

Por: Paula Queirós, e Teresa Lacerda.

XVI Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

As artes marciais são algumas das práticas desportivas mais antigas da humanidade. Por meio delas é possível aprender muito mais que apenas métodos defensivos, mas também história, cultura e hábitos de povos, meios de promoção da saúde e qualidade de vida, formas de lazer, práticas de competição desportiva e valores educacionais. Uma das artes marciais mais antigas e famosas do mundo é popularmente conhecida como Kung-Fu, sendo um símbolo sólido da cultura corporal, marcial, histórica, artística e representante do ethos chinês. Valorizando as atitudes cotidianas, os Mestres e Professores, membros mais altos da hierarquia no Kung-Fu, buscam ser exemplos vivos aos seus subordinados, tanto técnica quanto moralmente. Tais ensinamentos cultivam o comportamento ético e estético do ser humano. Na ética, nota-se a busca do controle do ego humano afastando-se de conflitos intra e interpessoais, o estímulo às capacidades volitivas reflexivas centradas na civilidade e moral e a gratidão aos antepassados e ancestrais que colaboraram com a transmissão de tudo que já foi vivido e estudado até então. Já na estética, a prática incessante pela melhoria interna e externa do ser, buscando a harmonia, a solidificação da força de vontade superando as adversidades impostas na vida, focando a qualidade técnica mais elevada, perseguindo através de sua expressão constante a transcendência para algo superior e belo, atingindo o virtuosismo em suas ações tocando e contaminando quem o observa. Assim, a busca da união vívida e genuína dos valores ético e estético na vida do ser, tendo a alegria de se superar e vencer os desafios sejam eles transitórios ou constantes, ampliando também sua visão de capacidades e possiblidades, como expressado no conceito Homo Disciplinatus. O presente trabalho resulta dum projecto de doutoramento que se encontra na sua fase inicial. Nesta pesquisa objetiva-se identificar e compreender o valor ético e estético do Kung-Fu tradicional, evidenciando as potencialidades desta arte marcial como veículo de educação ético-estética dos praticantes. No que se refere à metodologia, esta inscreve-se no paradigma qualitativo. Prevê-se realizar uma revisão sistemática da literatura, que permitirá esboçar o estado da arte nesta matéria. O suporte teórico será ainda fundamental para a construção de uma entrevista semiestruturada a realizar a peritos em artes marciais. Projecta-se, deste modo, uma abordagem fenomenológica e hermenêutica. Por meio desta apresentação espera-se recolher o contributo informado e esclarecido dos investigadores em filosofia do desporto, com vista ao aprofundamento e robustecimento deste projecto de doutoramento.

Endereço: http://www.fade.up.pt/rpcd/entradaPT.html

Comentários


:-)





© 1996-2016 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.