O Vôo Livre: Impactos no Lazer e Turismo

Por: Cheng Hsin Nery Chao e Márcia Mitie Nakahara.

XI ENAREL - Encontro Nacional de Recreação e Lazer

Send to Kindle


Resumo

Já cstá comprovada a vocação turística que o Sul de Minas Gerais oferece, principalmente pelos seus recursos naturais, onde as belíssimas paisagens com serras, vales com fontes de água com propriedade curativa (sulfurosa) possibilitam uma nova forma de consumo da natureza. Antigamente, a região essencialmente se valia da extração de recursos naturais renováveis (madeiras), não renováveis (minérios) e a produção agropecuária (plantio de café e criação de gado). Com as diversas crises econômicas e o "esgotamento" dos recursos que já são sentidos há algumas décadas, surge uma nova atividade econômica desenvolvendo-se com grandes potencialidades, o turismo. Devido às particularidades que o espaço natural oferece, diferentes produtos turísticos, ou seja, atividades atraentes, inovadoras e radicais são
vivenciadas. É O caso do vôo livre, onde aventureiros "despencam" de altitudes incríveis para aproveitar o seu tempo livre a contemplar paisagens paradisíacas. Um dos pontos mais conhecidos pelos praticantes do vôo livre, que é considerado um dos melhores do mundo, é o Pico do Gavião, situado no município de Andradas - MG a aproximadamente 40 Km da cidade de Poços de Caldas. O objetivo geral do estudo é investigar os impactos que a prática do vôo livre vem trazcedo ao município de Andradas. Metodologia: a pesquisa se dividirá essencialmente em duas partes: a primeira de caráter teórico, onde se fará uma pesquisa bibliográfica para a fundamentação sobre o turismo da região e a questão do vôo livre. A segunda parte, exploratória de campo se utilizará de instrumentos como questionários,
entrevistas e observação.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.