Oficina - Possibilidades de Ginástica na Escola

Por: Amarilis Oliveira Carvalho e .

I Congresso Estadual de Educação Física Escolar

Send to Kindle


Resumo

ginástica faz parte da vida do homem desde os primórdios da humanidade. Sempre esteve presente no cotidiano seja no simples fato de andar até as peripécias mirabolantes que assistimos pela televisão como um “duplo twist carpado” realizado ao som brasileiro por uma legítima ginasta brasileirinha.
Somos a pátria de chuteiras, mas a evolução da ginástica em nosso país pode ir além, como colocar milhares de brasileiros a assistir as competições internacionais, também é possível vibrar e torcer em uma arquibancada com um esporte em que não se faz gols.
É visível a dificuldade encontrada pelos professores no desenvolvimento deste conteúdo nas aulas de Educação Física, o primeiro obstáculo encontrado é a falta de material, mas esse pode ser driblado com criatividade.
Esta oficina irá tratar de conteúdos relacionados à ginástica e desenvolver estratégias possíveis na escola. Na maioria das escolas é quase comum encontrar espaços físicos com possibilidades para realizar os movimentos ginásticos, como também bancos suecos, colchões e até mesmo plintos e colchões grandes.
O primeiro passo é colocar para fora esses materiais e usufruir; as experiências que estes podem proporcionar, além de fazer uso dos arcos (bambolês), bolas, cordas e a criação de novos materiais.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.