Oito Anos de Adaptações Competitivas na Federação Paulista de Handebol: Um Estudo Documental da Categoria Sub-14

Por: e .

Motrivivência - v.30 - n.55 - 2018

Send to Kindle


Resumo

A competição configura-se como um cenário em que intervenções podem promover sua transformação num ambiente de aprendizagem. O handebol de jovens do estado de São Paulo configura-se como uma fonte rica para pesquisas, pois são observadas adaptações para competições entre 11 e 14 anos de idade. O objetivo desta pesquisa é analisaras adaptações competitivas de competições sub-14 organizadas pela Federação Paulista de Handebol entre 2011 e 2018 realizada por uma pesquisa documental. Fica evidente o quão complexa é a proposição de modelos competitivos ajustados ao jovem. Estas dificuldades são ilustradas pelas constantes inserções e supressões de itens regulamentares ao longo dos anos. As adaptações defensivas são as mais importantes e são seguidas de conflitos relacionados às situações de desequilíbrio numérico defensivo, uso do goleiro-linha e cobranças de tiros livres, que são associadas ao uso obrigatório da defesa individual e à proibição do uso de defesas 6:0 e mistas.

Referências

ALMEIDA, F. C. O historiador e as fontes digitais: uma visão acerca da internet como fonte primária para pesquisas históricas. AEDOS, v. 3, n. 8, 2011. ISSN 1984-5634.

ALMEIDA, A. G. D.; NASCIMENTO, C. M. D.; DECHECHI, C. O handebol de areia. In GRECO, P. J.; ROMERO FERNÁNDEZ J. J. (Orgs.). Manual de handebol: da iniciação ao alto nível. São Paulo: Phorte, p. 349-356, 2012.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 1 ed. São Paulo: Edições 70, 2016.

BERGERON, M. F. et al. International Olympic Committee consensus statement on youth athletic development. British Journal of Sports Medicine, v. 49, n. 13, p. 843-851, 2015. ISSN 1473-0480.

BURTON, D.; GILLHAM, A. D.; HAMMERMEISTER, J. Competitive engineering: Structural climate modifications to enhance youth athletes' competitive experience. International Journal of Sports Science & Coaching, v. 6, n. 2, p. 201-217, 2011. ISSN 1747-9541.

CHOI, H. S.; JOHNSON, B.; KIM, Y. K. Children’s development through sports competition: Derivative, adjustive, generative, and maladaptive approaches. Quest, v. 66, n. 2, p. 191-202, 2014. ISSN 0033-6297.

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL. Orientações às mudanças das regras a partir de 01 de junho. Tradução de Ésilo de Mello. Departamento de Árbitros. Paraná: Cascavel, 2016.

CRANE, J.; TEMPLE, V. A systematic review of dropout from organized sport among children and youth. European physical education review, v. 21, n. 1, p. 114-131, 2015. ISSN 1356-336X.

CÔTÉ, J.; BAKER, J.; ABERNETHY, B. Practice and play in the development of sport expertise. Handbook of sport psychology, v. 3, p. 184-202, 2007.

CÔTÉ, J.; FRASER-THOMAS, J. Youth involvement in sport. Sport psychology: A Canadian perspective, p. 270-298, 2007.

______. Play, practice, and athlete development. Developing sport expertise: Researchers and coaches put theory into practice, p. 17-28, 2008.

CÔTÉ, J.; LIDOR, R.; HACKFORT, D. ISSP position stand: To sample or to specialize? Seven postulates about youth sport activities that lead to continued participation and elite performance. International Journal of Sport and Exercise Psychology, v. 7, n. 1, p. 7-17, 2009. ISSN 1612-197X.

DEBANNE, T.; LAFFAYE, G. Motivational cues predict the defensive system in team handball: A model based on regulatory focus theory. Scandinavian journal of medicine & science in sports, v. 25, n. 4, p. 558-567, 2015. ISSN 1600-0838.

EHRET, A. et al. Manual do Handebol: treinamento de base para crianças e adolescentes. Phorte Editora. 1a edição. Rio de Janeiro, 2002.

ENGEBRETSEN, L. et al. The International Olympic Committee Consensus Statement on age determination in high-level young athletes. British journal of sports medicine, v. 44, n. 7, p. 476-484, 2010. ISSN 1473-0480.

EPINA, J. J., PÉREZ, J. A., CEJUELA, R. Evolución histórica y táctica de los sistemas de juego defensivos en balonmano en situaciones de desigualdad numérica. E-balonmano.com: Revista de Ciencias del Deporte v.8, n.2, p. 93-104, 2012.

FERNÁNDEZ ROMERO, J. J. et al. Sistemas de jogo no ataque. In GRECO, P. J.; ROMERO FERNÁNDEZ, J. J. (Orgs.). Manual de handebol: da iniciação ao alto nível. São Paulo: Phorte, p. 189-201, 2012.

GARCÍA, I. G. El uso táctico del golpe franco en el balonmano. E-balonmano. com: Revista de Ciencias del Deporte, v. 11, n. 1, p. 39-54, 2015. ISSN 1885-7019.

GARCÍA, J. et al. Estudio de las diferencias en el juego entre equipos ganadores y perdedores en etapas de formación en balonmano. Cultura, Ciencia Y Deporte, v. 3, n. 9, p. 195-200, 2008. ISSN 1696-5043.

GARCÍA-ANGULO, A.; ORTEGA, E.; MENDOZA, R. Grado de satisfaccíon y preferencias de jugadores de balonmano en acciones técnico-tácticas según la categoría de juego. E-Balonmano. com: Revista de Ciencias del Deporte, v. 10, n. 3, p. 139-148, 2015. ISSN 1885-7019.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GRECO, P. J.; SILVA, S. A.; GRECO, F. L. O sistema de formação e treinamento esportivo no handebol brasileiro (SFTE-HB). In GRECO, P. J.; ROMERO FERNÁNDEZ, J. J. (Orgs.). Manual de handebol: da iniciação ao alto nível. São Paulo: Phorte, p. 235-270, 2012. ISSN 8576555867.

MAYRING, P. Qualitative content analysis: theoretical foundation, basic procedures and software solution. Klagenfurt: Institute of Psychology and Center for Evaluation and Research, 2014.

MENEZES, R. P. O ensino dos sistemas defensivos do handebol: considerações metodológicas acerca da categoria cadete. Pensar a Prática, v. 13, n. 1, p. 1-16, 2010. ISSN 1980-6183.

MENEZES, R. P.; BOFF, L. C.; FREIRE, V. D. Processo de ensino-aprendizagem-treinamento do sistema defensivo 3:3 no handebol diante de cruzamentos e trocas de postos específicos. Arquivos em Movimento, v. 11, n. 1, p. 4-20, 2014. ISSN 1809-9556.

MENEZES, R. P.; MARQUES, R. F. R.; NUNOMURA, M. O ensino do handebol na categoria infantil a partir dos discursos de treinadores experientes. Movimento, v. 21, n. 2, p. 463, 2015. ISSN 0104-754X.

NORMAND, J. M.; WOLFE, A.; PEAK, K. A Review of Early Sport Specialization in Relation to the Development of a Young Athlete. International Journal of Kinesiology and Sports Science, v. 5, n. 2, p. 37-42, 2017. ISSN 2202-946X.

SECO, J. D. D. R. Los inicios del siglo XXI: Evolución y tendencias del juego. E-Balonmano. com: Revista de Ciencias del Deporte, v. 2, n. 1, p. 3-20, 2006. ISSN 1885-7019.

SIEGENTHALER, K.; GONZALEZ, G. L. Youth sports as serious leisure a critique. Journal of Sport & Social Issues, v. 21, n. 3, p. 298-314, 1997. ISSN 0193-7235.

SIMÕES, A. C. Handebol defensivo: conceitos técnicos e táticos. Phorte, 2002. ISBN 8586702498.

YIN, R. K. Pesquisa qualitativa do início ao fim. Penso Editora,2016. ISBN 8584290834.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2018v30n55p75

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.