Olhares Distintos Sobre a Noção de Estabilidade e Mudança no Desempenho da Coordenação Motora Grossa

Por: Antonio M. Prista, , Cleverton José Farias de Souza, Flavio Henrique Bastos, Go Tani, Jorge Alberto de Oliveira, José Antônio Ribeiro Maia, , Thales Teixeira Bianchi e Ulysses Okada de Araújo.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.26 - n.3 - 2012

Send to Kindle


Resumo

Estudos sobre coordenação motora grossa (CMG) de crianças focam na descrição dos valores normativos em razão da idade e sexo. Poucos analisam a dinâmica da mudança do desempenho de cada criança em relação ao seu grupo ao longo do tempo. O objetivo do presente estudo foi estimar a estabilidade das diferenças interindividuais na mudança intraindividual da CMG ao longo de 18 meses. Participaram do estudo 120 escolares de sete anos de idade da cidade de Muzambinho - MG. Foram realizadas quatro coletas com intervalos de seis meses. A CMG foi avaliada pelas provas do KTK. Os valores médios apresentaram incrementos em todas as provas, diferindo entre gênero apenas para o equilíbrio à retaguarda. Os resultados da correlação entre o desempenho inicial e a mudança ao longo do tempo indicaram uma forte heterogeneidade. Os resultados da estabilidade se mostraram fracos, os quais foram discutidos em relação a diferentes trajetórias do desenvolvimento da CMG.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092012000300015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.