Comparação Entre Dois Testes Motores Utilizados Para Análise da Força/resistência Muscular em Mulheres Jovens

Por: Ademar Avelar, Danilo Rodrigues Pereira da Silva, , Gabriel Grizzo Cucato, Juliano Casonatto, Letícia Trindade Cyrino, Matheus Amarante do Nascimento e Michele Caroline da Costa Trindade.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.15 - n.3 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar o desempenho motor nos testes de flexão e extensãodos braços em suspensão na barra modificada (FEBbarra) e flexão e extensão de braços, no solo, com apoio dos joelhos (FEBlivre) em mulheres jovens. Trinta e cincomulheres aparentemente saudáveis (20,1 ± 2,2 anos) foram submetidas a cada umdos  testes, em um intervalo de 48 h, de forma aleatória e balanceada. No teste FEBbarra, a maioria dos indivíduos executou entre 0 e 10 repetições (86%), sendo que, aproximadamente, 17% não executaram sequer uma repetição. Por outrolado, no teste FEBlivre a maior prevalência de resultados foi entre 16 e 35repetições (71%). O teste de Wilcoxon identificou diferenças estatisticamente significantes (P < 0,01) no desempenho motor nos testes analisados (FEBlivre > FEBbarra). Uma concordância moderada (Kappa = 0,40) foi encontrada entre o desempenho nos dois testes. Correlações negativas e de fraca magnitude (r = - 0,23-0,46) foram verificadas entre variáveis morfológicas (massa corporal, estatura, massa gorda e massa corporal magra) e o desempenho motor em ambos os testes. Os resultados sugerem que o teste FEBlivre se apresenta como um melhor indicador dos níveis de resistência muscular, enquanto que o teste FEBbarra parece discriminar melhor a força muscular em mulheres jovens.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2013v15n3p315

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.