Opções Terapêuticas Atuais Para Diabetes Mellitus Tipo 2 e Doença Arterial Coronariana: Prevenção Secundária Intensiva Focada no Treinamento Físico Versus Revascularização Percutânea ou Cirúrgica

Por: Gerhard Schuler, Josef Niebauer, Nicolai Korff e Sebastian Sixt.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.10 - n.3 - 2004

Send to Kindle


Resumo

O diabetes mellitus é um dos maiores fatores de risco para a doença arterial coronariana. A doença progride mais rápido em pacientes diabéticos e está associada com pior prognóstico. Embora a cirurgia de revascularização ou intervenção percutânea com a implantação de stent garanta rápido alívio dos sintomas em pacientes com doença arterial coronariana estabelecida, não existe substancial benefício prognóstico. Uma intervenção multifatorial incluindo medidas dietéticas, controle glicêmico, tratamento anti-hipertensivo e exercícios físicos regulares tem influência positiva nos fatores de risco modificáveis, na melhora de outras funções cardiovasculares e na tolerância ao exercício livre de angina.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v10n3/21151.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.