Orientação de Metas no Contexto do Vôlei de Praia Paranaense

Por: José Luiz Lopes Vieira, José Roberto Andrade do Nascimento Junior, e Nayara Malheiros Caruzzo.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.21 - n.3 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Este estudo descritivo analisou a orientação esportiva (tarefa/ego) de atletas de vôlei de praia do estado do Paraná. Foram sujeitos 125 atletas participantes da fase final dos Jogos da Juventude (JOJUP’S) e dos Jogos Abertos do Paraná (JAP’S) 2011. Como instrumentos foram utilizados o Questionário de Orientação de Metas (TEOSQ) e uma questão aberta visando investigar o conceito pessoal de sucesso dos atletas. Para análise dos dados quantitativos, aplicou-se o teste de Kolmogorov-Smirnov, alfa de Cronbach, Análise Fatorial Confirmatória, “U” de Mann-Whitney (p0,05); os atletas medalhistas apresentaram maior orientação para o ego em detrimento aos atletas não medalhistas (p=0,04); os atletas de ambas as categorias e os medalhistas referiram o conceito de sucesso esportivo principalmente em relação à orientação para a tarefa, sendo “dedicação aos treinamentos”; “alcance dos objetivos” e “superação” as respostas de maior frequência, entretanto os medalhistas diferenciaram-se dos demais por também relacionarem o sucesso com a orientação voltada para o ego, apontando o conceito de “ser reconhecido”. Concluiu-se que a orientação esportiva dos atletas é um elemento importante para o sucesso no esporte, destacando que para os atletas bem-sucedidos (medalhistas) o equilíbrio entre ambos os tipos de orientação esportiva (tarefa/ego) torna-se importante para o desempenho e o alcance das metas.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/3643

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.