Orientação Nutricional Associada Ao Treinamento Concorrente Promovem Diminuição de Gordura Corporal Mas Não no Ganho de Massa Corporal Magra

Por: B. T. C. Saraiva, C. C. Brunholi, C. S. Cabral, D. S. Kanashiro, J. S. Dias e P. A. Monteiro.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

A obesidade caracteriza-se pelo excesso de gordura corporal resultante de maus hábitos da vida moderna. Esta doença quando acometida na adolecencia é um dos principais fatores preditores de obesidade em adultos. Desta forma, a exposição crônica ao consumo excessivo de macronutrientes, principalmente lipídios e inatividade física são capazes de gerar respostas adaptativas que, em última análise, falham quando eles assumem um caráter contínuo. Como forma de prevenção e tratamento procura-se cada vez mais, implantar políticas de saúde com orientação nutricional e exercício físico para combater o problema. Diante disto o objetivo do presente estudo foi analisar o efeito da intervenção nutricional associada ao do treinamento concorrente na composição corporal de adolescentes obesos. A amostra foi formada por 13 adolescentes obesos e fisicamente inativos, com idade entre 11 e 17 anos (13.46±1.61), de ambos os sexos, inseridos em um programa de tratamento da obesidade juvenil. A obesidade dos adolescentes foi atestada pelo Índice de Massa Corporal (IMC) de acordo com faixa etária e gênero. Para mensurar o peso e estatura utilizou-se a antropometria. A partir desta triagem inicial foram estimados pela absortiometria radiológica de dupla energia (DEXA) a massa gorda (MG) (kg), percentual de gordura corporal (% GC), massa total (MT) (kg) e massa corporal magra (MCM) (kg). A intervenção teve duração de 22 semanas, sendo que foram realizadas 14 sessões de orientações nutricionais com o objetivo de instruir os adolescentes a reeducação alimentar, e 48 sessões de exercício físico. As sessões de treinamento concorrente tiveram duração de 60 minutos e foram realizadas três vezes por semana, sendo aproximadamente 30 minutos de treinamento resistido e 30 minutos de treinamento aeróbio. Para o tratamento estatístico foi realizado o teste de normalidade Komogorov Smirnov, seguido do teste t de student pareado. As analises foram feitas utilizando-se o software SPSS versão 17,0, com nível de significância <5%. Após 22 semanas de intervenção, os adolescentes apresentaram diminuição significativa da massa gorda (p=0,005), do percentual de gordura corporal (p=0,010) e na massa total (p=0,027), contudo, não houve significância estatística no ganho de massa corporal magra (p=0.478). De acordo com os resultados, a orientação nutricional associada ao treinamento concorrente foram capazes de promover a diminuição da gordura corporal, mas não no ganho de massa corporal magra em adolescentes obesos.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.