Os Benefícios da Caminhada e Sua Influência no Processo de Socialização

Por: Ana Carolina Carneiro Leão, Ana Tereza Viana de Araújo Santos, Clara Maria Silvestre Monteiro de Freitas, Marcela de Souza Santiago e Maria Bernadete Leal Campos.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Uma das maneiras de prevenir as doenças crônico-degenerativas é a prática regular
de exercícios físicos, sendo a caminhada uma das formas para a aquisição e
manutenção da saúde. O objetivo da pesquisa foi analisar como os benefícios,
fisiológicos e psicossociais, proporcionado pela prática regular da caminhada
influenciam no processo de socialização. O desenho do estudo foi do tipo descritivo
quanti/qualitativo, de campo, com 50 sujeitos praticantes da caminhada, no Espaço
Criança Esperança, Rio Doce, Olinda, Pernambuco, Brasil. O questionário, a ficha
de observação e a história de vida foram instrumentos de coleta de dados onde as
categorias analíticas advindas dos discursos foram trabalhadas à luz da Representação
Social. Os resultados apontaram que as variáveis que influenciaram os sujeitos da
pesquisa a pratica da caminhada foram a condição física 68% e 44% a indicação
médica. Em relação aos agentes sociais mais influenciadores, os médicos e os amigos
igualaram com 34% e com 20% a vontade própria. Quanto aos motivos de manterse na caminhada a redução do estresse com 94% surgiu como mais importante e
90% o bem-estar psicológico. Os motivos relacionados à estética (beleza), o manterse em forma, com 86% mostra a preocupação com a aparência, relacionado com a
melhoria do condicionamento físico 88%. O contato social como motivo de
permanência apareceu com 64%.Conclui-se, que a interação social que o exercício
físico propicia é um momento de valor para as pessoas substancializarem como
possibilidades da natureza humana, que é o convívio social. Foi comprovado que
com mais de um ano de aderência à prática da caminhada foram percebidos benefícios
como o estar - próximo que sinalizaram a diferença para a permanência entre eles o
envolvimento afetivo proporcionado pelo exercício físico, o "desligamento" de outras
atividades do cotidiano, o compromisso com a caminhada. Este compromisso
resultou na busca de um estilo de vida saudável onde a valorização da vida, a
disponibilidade e capacidade de realizar atividades rotineiras, com expectativa para
viver mais e em melhores condições. E ainda a sensação de bem-estar, aumento da
auto-estima, melhoria do autoconceito, da imagem corporal proporcionada pela
prática da caminhada está bastante relacionada com os efeitos fisiológicos,
possibilitando as pessoas está de bem consigo mesma, mais confiante, tornando-se
pessoas mais fáceis de relacionar-se, de conviver com seus iguais no meio social.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/78_Anais_p447.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.