Os Corpos da Dança no Currículo Cultural de Educação Física

Por: Adriana de Faria Gehres.

VI Congresso Sudeste de Ciências do Esporte

Send to Kindle


Resumo

O currículo cultural de Educação Física caracteriza-se como uma proposta curricular para a Educação Física na Educação Básica, desenvolvida a partir dos pressupostos teóricos dos estudos culturais, do multiculturalismo crítico, do pós-estruturalismo e do pós- colonialismo (NEIRA, 2018). Esta proposta é desenvolvida pelo Grupo de Pesquisa em Educação Física Escolar (GPEF) da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Uma das principais formas de produção no GPEF se estabelece na elaboração relatos de experiência divulgados, entre outros, no site do próprio grupo (www.gpef.fe.usp). Este trabalho teve como objetivo produzir uma cartografia (DELEUZE; GUATTARI, 1996) dos relatos de experiência de dança do GPEF, numa perspectiva da dança como corpo (GREINER, 2008). Para tanto, foram avaliados 15 relatos (2 de funk; 2 de samba; 2 de maracatu; 3 de frevo; 1 de dança eletrônica; 1 de balé, 1 de sertanejo, 1 rap, 1 hip hop e 1 de danças do Brasil), identificados num universo de 113 relatos de experiência divulgados no site do GPEF. Nossa cartografia produziu ambientes corporais musicais, periféricos, comunitários e transitórios, numa composição intensa do defasamento da materialidade corporal.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.